Jul 0
Jul 0

Grécia, Sócrates e António Costa pairam sobre Alcochete

Paulo Portas, vice-primeiro-ministro e presidente do CDS-PP, defendeu ontem que o Governo se moveu pelo “interesse nacional” ao distanciar-se da Grécia, ao contrário de António Costa que teria deitado “fora os esforços dos portugueses” por “solidariedade ideológica”. Apontando contradições a António Costa face à Grécia, Paulo Portas defendeu que, se o líder socialista “fosse primeiro-ministro, mal o Syriza ganhou tinha corrido a fazer solidariedade ideológica e de caminho aproximava Portugal …   Ler

  Read more
voltar ao topo ▲