David Martins lesionou-se e ficou em 3º lugar no Skills Portugal

David Martins, o concorrente da Solisform ao campeonato das profissões, ficou em terceiro lugar na competição que se realizou este fim-de-semana no Porto. Apesar de ter sofrido um acidente no primeiro dia de prova, Sónia Leal, diretora da escola, não quer justificar o resultado com o percalço, acentuando que “os outros concorrentes eram tão bons ou superiores”.

“A vida continua”, tal como Sónia Leal já tinha avisado em entrevista publicada no “Setúbal na Rede” antes das provas. “Não é dramático” e há que valorizar o esforço do concorrente, que apesar de lesionado levou as provas até ao fim e ainda conseguiu terminar em terceiro lugar, quando “alguns não terminaram”. Nesse sentido, a classificação foi bem recebida, apesar de não vir na linha das classificações anteriores, que se pautou por três primeiros lugares e um segundo.

No primeiro dia de prova, David Martins sofreu uma queimadura numa mão, que o obrigou a ser assistido no Hospital S. João. “Não foi nada de grave”, refere Sónia Leal, mas“condicionou os movimentos”, uma vez que teve que fazer o resto das provas “com o braço atado”. “Mas não desistiu”, enaltece a diretora, “foi até ao fim e ficou e terceiro lugar”, demonstrando coerência com o que tinha dito na última entrevista dada ao “Setúbal na Rede” em que David dizia que preferia “a lágrima da derrota do que a vergonha de não ter lutado”.

Sónia Leal garante que a Solisform já está pensar na próxima edição da Skills Portugal e, apesar de não ter nenhum candidato em vista para ser concorrente pela escola, confia no“olhómetro” de Ricardo Mesquita, o coordenador da formação. Apesar do mau resultado na competição deste ano, a diretora realça a boa fase que a escola está a passar,“reconhecida pela boa formação e muito procurada pelas empresas”. David Martins tirou uns dias de férias na Madeira com a família e recusou-se a falar sobre as provas, porque quer “deixar a vida profissional de lado” por uns tempos.