Assisti ao jogo não sentado na bancada mas recostado no sofá de minha casa e fiquei agradado por não termos perdido até porque a deslocação não era fácil ainda que o Boavista não nos seja superior mas, é bom lembrar aqui, que nos tinham ganho no Bonfim ainda hoje estou para saber como. Enfim… tem sido assim ao longo deste campeonato e daí o estarmos com a corda na garganta quando poderíamos estar tranquilos deixando para os outros a luta para evitar a despromoção.

Infelizmente assim não é e, por isso, continuamos a beijar a linha de água agora só com 3 pontos de avanço sobre o Gil Vicente ainda que, na prática, sejam 4. Aliás, estava fora do meu horizonte que os Galos de Barcelos fossem ganhar à cidade dos estudantes – a bela Coimbra do Mondego e seus amores – mas, nem tudo foi mau, pois o Arouca também não pontuou e a Académica, entretanto, ficou na molhada.

Faltam 4 jogos para tudo ir de férias e continuamos a ter de fazer contas para ver onde e quando conseguiremos, ironia, conquistar os 4 pontos que nos faltam para que estejamos a salvo de tremores e amarguras. É complicado contar em pontuar no próximo jogo uma vez que recebemos o F.C. Porto que não pode perder pontos para que a Liga não seja uma miragem. Ainda assim, a bola é redonda e a fé é a última a desaparecer porque, no futebol, tudo é possível e se não acreditarmos quem o fará?

Não estivemos mal contra os axadrezados ainda que a 1ª parte tenha sido, no meu modesto entendimento, confrangedora e na 2ª acertámos na barra e o melhor do Vitória, Francisco Venâncio, não merecia tal desfaçatez. Foi um grande “chuto” que, caprichosamente, não deu golo mas que fez palpitar os nossos corações tendo eu dado, na altura, um salto da cadeira porque me aprestava para comemorar.

Como disse o nosso treinador, dispusemos das melhores oportunidades para marcar, não conseguimos mas somámos mais 1 ponto que poderá, efetivamente, ser precioso nas contas finais.

Entretanto, os nossos adversários diretos também não têm tarefa fácil no próximo fim-de-semana uma vez que o Gil Vicente recebe o Benfica, a Académica vai a Penafiel e o Arouca vai à Madeira, mais propriamente ao Marítimo que ainda está na luta pela entrada nas contas das competições europeias e, jogando nos Barreiros, só poderá ter na mira a Vitória.

Vai, pois, ser um final de campeonato renhido, pelo menos, no fundo da tabela e só espero que os premiados sejamos nós Vitorianos.

Um abraço e até para a semana.

The following two tabs change content below.

Rui Chumbita Nunes

Advogado

Últimos textos de Rui Chumbita Nunes (ver todos)