José Sócrates está preso! Preventivamente, o que quer dizer, como até todo o ignorante e inculto sabe ou deveria saber, que não foi ainda julgado. E aguarda nesse estado, em função do volume e qualidade das provas, do perigo de fuga, do perigo de destruição daquelas, ou por presunção de perturbação das diligências! José Sócrates é um cidadão com os mesmos deveres e garantias de qualquer outro cidadão deste país! Presume-se…!

   

Contudo, “alguém” entendeu que assim não deveria ser e em atitude diametralmente oposta ao acontecido noutros casos, entendeu solicitar um Habeas Corpus, isto é, a sua imediata libertação, alegando a imoralidade, violência, perseguição política, e tudo isso aplaudido e secundado por mentes dessoradas, impudicamente maldosas e distorcidas, considerando a grande maioria dos cidadãos como atrasados mentais!

   

Doidos varridos e gente de consciência pútrida e fétida!

   

O Tribunal assim não entende, e achou que as provas e os pressupostos justificavam  a coação aplicada, e nada justificava a libertação do preso 44! Nunca  vi esta gente ter comportamento semelhante para tantos outros casos de cidadãos em preventiva, fazendo pensar que o mexer neste  caso, lhes causa arrepios de medo pelo que sobre eles, seus amigos e apaniguados se venha a abater e revelar! E acontece agora, porque a Justiça já começa a  querer acertar o passo com os cânones para que foi talhada!

   

Nunca se viu tanta “gente”, – cega do olho direito e amblíope do esquerdo – clamar contra quebra do Segredo de Justiça, em casos,  alguns bem conhecidos e explorados na praça pública. Com infames insinuações, sem provas, e com invenção de pormenores facilmente dados como inventados, sem preocupação sequer, de manter aparências de seriedade e equilíbrio.Com uma desonestidade e sobranceria só possíveis pela passividade de muitos de todos nós!

   

Gentalha que continua a assim proceder, mesmo após a recusa do Supremo em conceder “a tão almejada libertação” , e após se saber que o preso 44 tinha viagem marcada para o Brasil, donde não há extradição, para dois dias após a sua chegada, e limpeza apressada dos seus computadores pessoais, após inocente agradável e inócuo almoço…(curiosa coincidência, digo eu) resolve depois repetir a graça, em fotocópia de um jornal!

   

Se tudo isto não é o cúmulo da alienação, talvez um desenho alusivo, que me dispenso de reproduzir, consiga explicar melhor o que, apesar de tudo está ao alcance todos!

   

Revelava há dias um Notável socialista, Henrique Neto, que há muito esperava pela prisão de Sócrates! Não sendo eu, nem notável, nem socialista, penso exactamente o mesmo E vejo, sem surpresa, que muitíssima gente assim pensa também. Constato ainda, que igualmente assa mesma gente expressa agora a sua repulsa pelos actos de que o preso 44 é acusado! Segundo recente sondagem, apenas 16.8% acreditam na sua inocência!

   

Fico a pensar porque será que o sentimento colectivo é de repúdio pelas acções eventualmente cometidas, e aparece este apoio cego, violento e virulento (com ameaças a Magistrados),e com tentativas de manipulação selvagem e selvática da opinião pública e distorção de factos evidentes!

   

Não demoro porém  muito a chegar  uma conclusão. A quem serve tudo isto? Quem pode beneficiar? Quem tira lucro directo ou indirecto  da manipulação dos factos?  Só quem já se habituou a tirar vantagem  deste tipo de ilicitudes e que espera de novo o beneficio, para si ou para o seu “clã”!  Quem se habituou a  esconder , através destas manobras e cortinas de fumo, actos e acções passadas sujeitas a escrutínio não só político, mas também judicial e/ou criminal!

   
Este é o raciocínio básico que as polícias fazem por seguirem o velho princípio de “A quem beneficia o crime”. Logicamente ao criminoso…! E normalmente encontram os autores dos ilícitos! Só assim não acontece quanto estes encontram abrigo, protecção e quiçá conluio em agentes  que se prostituem,informando os interessados a tempo e horas, ou destruindo ou mandado destruir as pegadas do crime! Há de tudo! Penso que a história do preso preventivo 44 poderá ser de  uma extraordinária lição para o futuro  colectivo.

   

Identificarmos com clareza quem se sente ameaçado  com este novo rosto da Justiça em Portugal! Que prende quem tem que ser preso, independentemente da cor, altura, sinais corporais, tiques e outros… atavios externos bem conhecidos…e que finalmente começa a condenar, o que até aqui era tabu, para determinados Rajás e Marajás deste já podre e caduco regime!

   
Às matilhas de mabecos, eu aconselho que em vez de tentar perturbar e confundir, ajudem a Justiça a executar o seu trabalho fornecendo-lhe provas , em vez de covardemente fazerem  insinuações submarinas que jamais provam, e nem sequer nisso estão interessados!

   

Que tenham coragem de encontrar leis e mecanismos  que permitam rigor, ligeireza e isenção e eficácia na Justiça! E não se escondam em falsos argumentos, que apenas revelam o despudor e preocupação dos seus autores!

   

Ninguém compreende (ou talvez compreenda bem de mais…) porque não há entendimento para criminalizar o enriquecimento ilícito! Ninguém!

   

Para os “menos dotados”, ilícito quer dizer… que não é lícito. Portanto, parecerá que só por interesses obscuros e tortuosos …se não queira chegar lá…

   

Mas…talvez os mestres da intriga e suspeição gratuita assim prefiram! Uma Justiça com um só rosto, mas duas mãos! À direita para a suspeição intriga calúnia e chicane! À esquerda para encobrimento, destruição de provas, ilusionismo de feira e impunidade garantida!  No rosto, a boca para servir de coluna de som dos interesses e conveniências! E os olhos!! Ah pois. Os olhos! Cegos para o abismo para onde nos querem levar a todos, mas bem abertos para a canalhice dos perigosos jogos do Abafa e do Bluff que praticam com mestria e hipocrisia.

   
Estou farto desta gandulagem!

   

Estou farto de gente maldosamente esquisófrénica e esquizoide!
   

Estou farto de gente pérfida e cobarde, que defende uma ética que jamais praticou!

   

Estou farto de gente sem  princípios, mas que em  nome deles quer julgar os outros!

   

Estou farto de gente para quem os  fins justificam os meios, por mais sórdidos que aqueles sejam!

   

Estou  farto de gente reles, que depudoradamente tenta agredir a  inteligência e  bom senso, em favor de qualquer  gang de meliantes bem falantes e ataviados!

   
Basta!Fotografia de capa por Ordem Tecnicos Contas

The following two tabs change content below.

Mendes Ferreira

Ortopedista e Médico do Trabalho
Médico Especialista Cirurgia Ortopedia e Traumatológica; Assistente Hospital Universidade de Coimbra; Médico Hospital de Faro e Setúbal; Médico do Trabalho em diversas Organizações e Empresas; Clínica Privada em Lisboa e Setúbal. Actualmente gozando a sua reforma, faz o que lhe dá na gana, já que a sua activa vida não lhe concedia tempo, diversificando actividades e atenção , acabando...por não ter tempo para fazer tudo aquilo que gostaria de fazer...

Últimos textos de Mendes Ferreira (ver todos)