Decorreu no passado dia 27 de setembro, no Auditório da Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal, a 4ª edição da Volta de Apoio ao Emprego

A Volta de Apoio ao Emprego é uma parceria entre a Representação da Comissão Europeia em Portugal, o Instituto do Emprego e Formação Profissional e a rede de Centros de Informação Europe Direct, visando sublinhar o comprometimento continuado das instituições europeias com o emprego e a melhoria da empregabilidade.

Nuno Aragão, coordenador do Centro de Informação Europe Direct da Península de Setúbal, abriu a sessão agradecendo a presença dos participantes e fazendo uma apresentação do Centro. Caracterizando a Volta de Apoio ao Emprego, passou a palavra a Lurdes Pedro, Administradora do Instituto Politécnico de Setúbal, que deu as boas vindas, lembrando que o apoio a este tipo de iniciativas faz parte da política de incentivos já iniciada pelo Instituto, no âmbito da Empregabilidade. Assim o atesta a Semana da Empregabilidade, promovida anualmente pelo Instituto.

De seguida interveio o Diretor do IEFP, José Paulo Luís, que destacou a importância das Medidas Ativas de Emprego e as particularidades da mobilidade transnacional, disponibilizando os serviços dos Centros de Emprego para informação detalhada e segura.

Beatriz Antunes, Conselheira EURES para a Península de Setúbal, apresentou a Rede EURES, qual a sua área de intervenção, os seus serviços e os canais de informação nacionais e internacionais e finalizou, alertando a audiência, para a importância da preparação dos candidatos que pretendem trabalhar noutros países.

Após um breve intervalo, tomou a palavra Jorge Bastos, da Associação Tempos Brilhantes, para apresentar a Associação, as suas áreas de intervenção e a sua ação no apoio à empregabilidade e ao empreendedorismo.

A intervenção de Vânia Couto criadora da Associação Catrapum Catrapeia, integrada no tema “Casos de Sucesso”, que, na primeira pessoa, descreveu o seu trajeto académico e profissional, empolgou os participantes.

A ela seguiu-se Manuel Sousa, também ele um “Caso de Sucesso” que, numa perspetiva mais empresarial, apresentou o percurso da criação da sua empresa OITO.UM

A conclusão dos trabalhos foi feita por Nuno Aragão, salientando a viva participação dos presentes e fazendo votos para que, alguns dos que ali procuraram respostas às suas questões, pudessem ser eles os “Casos de Sucesso”, numa das próximas sessões da VAE.