Espetáculos musicais para todos os públicos, gastronomia, artesanato e muitos divertimentos atraíram cerca de 300 mil visitantes à Feira de Sant’Iago, em Setúbal, que decorreu entre 29 de julho e 7 de agosto

 

O dia encerramento do certame, que este ano teve como tema Setúbal Cidade Europeia do Desporto, foi, à semelhança de anos anteriores, um dos que registaram maior afluência de público, com largos milhares de pessoas a passar pelo recinto instalado no Parque Sant’Iago, nas Manteigadas, sobretudo para assistir ao concerto de Marco Paulo.

A par da noite de encerramento, os dias 2 e 6, marcados pelas atuações de António Zambujo, antecedido de um concerto do jovem setubalense Miguel Guerreiro, e de Dengaz, respetivamente, foram as que registaram maior afluência de público na edição de 2016 do maior certame do sul do país.

O concerto de abertura, com Tiago Bettencourt, a 29 de julho, e o regresso dos Deolinda à cidade sadina, no dia seguinte, foram outros momentos altos no Parque Sant’Iago.

No panorama musical, ao longo dos dez dias de festa, não faltaram motivos para uma visita à feira, como a 31 de julho, em que o espetáculo Vila dos Heróis animou miúdos e graúdos, e logo a seguir dois grupos típicos setubalenses, Os Massacotes e Os Alcorrazes, dominaram o programa da noite.

O projeto Mestiço, com Luís Represas e Paulo Flores, e a cantora Carolina Deslandes subiram ao palco a 1 de agosto e, no dia 3, Átoa e Carlão estiveram em destaque.

O palco da Feira de Sant’Iago recebeu ainda, a 4, a banda Supernova e o projeto Cais do Sodré Funk Connection, e no dia 5 a noite foi dedicada ao fado com atuações do Quarteto de Fado Deolinda de Jesus e de Cuca Roseta.

Além de um programa musical eclético, a Feira de Sant’Iago contou com várias tasquinhas gastronómicas e de artesanato e divertimentos variados, a par de stands institucionais e do tecido empresarial da região.

“Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016” foi tema desta edição, com o pavilhão da Câmara Municipal de Setúbal, instalado na entrada e a ocupar uma área com cerca de 250 metros quadrados, a ser dedicado à divulgação das atividades que têm decorrido ao longo deste ano desportivo sem precedentes que o concelho está a viver até dezembro.

O pavilhão, grande foco de atração do certame, partilhou, através de imagens e texto, a atividade desportiva já realizada até ao momento no âmbito da distinção europeia e deu a conhecer a panóplia de eventos ainda em agenda.

Uma exposição dedicada ao fotógrafo setubalense Américo Ribeiro, enquadrada nas comemorações do 110.º aniversário do seu nascimento, instalada numa zona central do certame, foi outro motivo de interesse a despertar a atenção dos visitantes.