O regresso do fogo de artifício é a principal novidade da décima quarta edição da Festanima que começa hoje e decorre até 24 de julho, nas Escarpas de Santos Nicolau, em Setúbal

 

Às habituais tasquinhas, ao espaço de exposição e ao programa de animação com música, bailes e uma revista à portuguesa, junta-se este ano a realização de um espetáculo de fogo de artifício a encerrar a festa, no dia 24, à meia-noite.

Depois de nos últimos anos as restrições impostas à realização de espetáculos pirotécnicos terem impedido a realização do fogo de artifício na Festanima, devido aos riscos de incêndio,“esta será a principal novidade da décima quarta edição do certame”, revela a presidente da Associação de Festas Populares de São Sebastião, Madalena Lopes.

A Festanima, organizada pela Associação de Festas Populares de São Sebastião, com o apoio da Junta de Freguesia de São Sebastião e da Câmara Municipal de Setúbal, “tem assumido vários formatos e já sofreu muitas dificuldades, mas tem sabido encontrar sempre as soluções adequadas para ser uma grande festa popular”, salienta o presidente da junta, Nuno Costa.

Uma das principais dificuldades tem sido a questão financeira, mas Madalena Lopes confessa estar “muito satisfeita” com os resultados obtidos, sobretudo, nos últimos dois anos, que têm permitido que “o mealheiro não fique vazio”.

Nuno Costa reconhece que a festa está numa “boa fase”, devido à “capacidade empreendedora da atual direção” e lembra o “esforço muito grande” que a Junta de Freguesia tem realizado para aumentar, anualmente, o apoio ao evento.

“Temos realizado grandes investimentos a pouco e pouco para a festa ficar cada vez mais autónoma e ter cada vez menos gastos. Por exemplo, em 2015, comprámos mesas e bancos e este ano comprámos vedações, além do apoio financeiro que concedemos através do contrato programa de desenvolvimento cultural.”

O autarca lembra ainda que “a caraterística que distingue este evento de outros do concelho é o facto de ser uma festa do movimento associativo, feita por ele e para ele. São as associações culturais, desportivas e recreativas da freguesia de São Sebastião que organizam o certame e dele retiram apoio para financiar as suas atividades.” 

 

Outro objetivo do certame é “promover o convívio entre as pessoas e celebrar a vida, de uma forma salutar”, pelo que, tal como sublinhou o vereador da Câmara Municipal de Setúbal, Pedro Pina, “é importante, mesmo em tempos de constrangimento, continuar com esta manifestação popular”.

A funcionar todos os dias a partir das 18h00, a Festanima proporciona dez dias de animação num dos locais com vista privilegiada para observação do rio Sado e da cidade e em que a gastronomia é um dos principais destaques.

Este ano, dez associações dinamizam as tasquinhas onde é possível degustar vários petiscos, entre as habituais carnes grelhadas no carvão e servidas no pão e um leque variado de sabores do mar.

Grupo Desportivo O Independente, Associação de Festas Populares de São Sebastião, Associação de Moradores Luta do Povo, Clube de Futebol Os Sadinos, Sport Clube Sado, delegação de Setúbal da Cruz Vermelha Portuguesa, Curvas Futebol Clube, Núcleo de Bicross de Setúbal, Grupo Desportivo Os Amarelos e uma associação ainda por designar, são os dinamizadores da Festanima 2016.

O certame inclui ainda um programa de animação, com música popular e bailes, sempre a partir das 21h00.

A abertura, hoje, conta com a atuação do cantor setubalense Clemente, seguida de baile animado por Luís Rosa. Amanhã, dia 16, é a vez de Sara Margarida subir ao palco do evento, numa noite que, mais uma vez, termina com baile animado por Diogo Santos.

No dia 17, domingo, o certame apresenta a revista à portuguesa “A coisa aqui está preta”, com produção de Bruno Frazão, e, no dia seguinte, sobe ao palco o conjunto típico Cantares do Sado. Em ambas as noites volta a haver baile animado por Fátima Dias e João Tendeiro, respetivamente.

O concurso de karaoke intercoletividades é o destaque da noite de dia 19, seguido de baile com André Patrão, e, no dia 20, o programa conta com as atuações dos Massacotes e de Francisco José que anima o baile a partir das 22h00.

No dia seguinte, a 21, realiza-se a final do concurso de karaoke, seguida de baile com Luís Rosa, e, a 22, o palco pertence a Jorge Nice, presença habitual no certame que conta logo a seguir com mais uma noite de baile com Hélder Cardoso.

Bruna Guerreiro e a Banda Cool animam a noite de 23 de julho e no dia seguinte, domingo, as honras de encerramento do certame cabem à cantora Adelaide Ferreira.