O membro da organização das Festas da Penalva, no concelho do Barreiro, adianta que na próxima edição das festas pretendem melhorar a “iluminação da zona envolvente ao palco” e esperam “não voltar a cometer os mesmos erros”, uma vez que “já não vão ser inexperientes”. Manuel Batista refere que tendo em conta a realidade da região que “tem poucos recursos”, torna-se fundamental “adaptar o programa ao contexto em causa”.

Festas da Penalva_1

O representante do Grupo Recreativo União Penalvense (GRUP) considera ser “necessário o contributo de todos” para que para o ano “possam fazer melhor”. Manuel Batista apela aos sócios e não sócios que “apareçam no clube nos pequenos eventos”, que “vão realizando ao longo do ano”, pois é através desses “eventos” que conseguem “alguma almofada financeira para fazer as festas”.

O responsável pela organização do certame avança que têm como próximo desafio “animar a comunidade”, com “atividades que permitam angariar fundos para as despesas do dia a dia” e para “as festas do próximo ano”. Manuel Batista entende que as Festas da Penalva dinamizaram a economia local, uma vez que estiveram presentes, durante os três dias, “cerca de duas mil pessoas”, que mexeram com o “pouco comércio local” que existe nesta zona.

O elemento do GRUP reconhece, que apesar das festas não se realizarem há nove anos, foi “muito gratificante organizá-la” e ver o “satisfação das pessoas que no final vieram felicitar a organização pelo sucesso do evento”. Manuel Batista garante que já “não se lembra das dificuldades vivenciadas na organização do certame”, porque “as partes positivas ultrapassam as negativas”.

O também vogal do Grupo Recreativo União Penalvense faz um “balanço positivo” das Festas da Penalva, assegurando que a mesma “ultrapassou as expectativas”, tendo conseguido “cobrir todas as despesas”, apesar dos “poucos recursos” que tinham. Manuel Batista realça que só foi possível realizar o evento “graças aos corpos sociais do clube” e aos “colaboradores que estiveram sempre presentes a dar o seu melhor”.

As Festas da Penalva realizaram-se de oito a dez de maio, no espaço envolvente à igreja e ao edifício do Grupo Recreativo União Penalvense, que foi quem organizou o certame.