Está em curso o processo para instalação de novos dispositivos de eficiência energética em edifícios municipais. Desta vez, vão ser instaladas baterias de condensadores na ETAR da AutoEuropa, nas oficinas dos Armazéns Gerais, em Palmela, nas Biblioteca de Palmela e Pinhal Novo e nas Escolas Básicas Zeca Afonso e Alberto Valente, em Pinhal Novo, com o objetivo imediato de anular o consumo de energia reativa.

Com a implementação deste projeto, o município vai poupar na fatura de eletricidade cerca de  20 mil euros ao ano e continuar a contribuir para a redução das emissões de gases com efeitos de estufa.

Este projeto representa um investimento global de 16.745 mil euros, sendo que a comparticipação do Fundo de Eficiência Energética é de 100%, uma vez que autarquia viu bem sucedidas as candidaturas que apresentou ao programa “Eco.AP”, que apoia até 100% os projetos que visem a redução do consumo de energia reativa nos edifícios e instalações pertencentes a entidades públicas.

A Câmara prevê, até ao final do mandato, investimentos na ordem dos oitocentos e trinta mil euros em eficiência energética em edifícios e equipamentos municipais, a candidatar a cofinanciamento no âmbito do Portugal 2020.