As comemorações do 31.º aniversário da cidade do Montijo tiveram como ponto alto a entrega da Medalha de Ouro do Concelho a Amândio de Carvalho, Cédric Soares e Luís Rouxinol, numa cerimónia que decorreu no dia 14 de agosto, perante uma plateia que encheu o Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Numa sessão solene que iniciou ao som do grupo Tejo Ensemble, a Câmara Municipal do Montijo reconheceu o percurso profissional e de vida de Amândio de Carvalho, o feito desportivo alcançado por Cédric Soares com a vitória no Euro 2016 e a prestigiosa carreira tauromáquica de Luís Rouxinol.

Amândio de Carvalho recebeu a condecoração pelas mãos do presidente da Câmara Municipal do Montijo e mostrou-se orgulhoso “pelo trabalho desenvolvido ter sido reconhecido. Estou satisfeito por tudo isto, o trabalho desinteressado mas efetivo não tem preço quando é efetuado com gosto e devoção”, disse.

Ausente por motivos profissionais, Cédric Soares delegou no irmão, Kevin Soares, a honra de receber a Medalha de Ouro do Concelho. “É com pena que o meu irmão não pode estar presente. O Montijo teve um papel fundamental no desenvolvimento e sucesso do meu irmão enquanto pessoa e jogador. Foi aqui que ele cresceu e deu os primeiros chutos na bola. É com muita honra e orgulho que recebemos esta medalha”, afirmou.

Também ausente devido a compromissos profissionais, Luís Rouxinol foi representado pela sobrinha Marisa Mota que leu uma declaração do seu tio: “lastimo a minha ausência neste momento de enorme significado para mim. Foi no Montijo que nasci, cresci e dei vida ao meu sonho de ser cavaleiro tauromáquico. Sonho esse que me permite hoje ser reconhecido com a mais alta distinção da minha terra. Demonstro toda a minha gratidão e asseguro elevar o nome do Montijo em qualquer praça. A medalha que hoje me atribuem tem um peso e uma importância que nunca tinha sentido”.

Após as condecorações seguiram-se os discursos oficiais com a presidente da Assembleia Municipal do Montijo, Maria Amélia Antunes a felicitar os homenageados, afirmando que “esta distinção a três personalidades da terra é o reconhecimento da vida, da obra, das artes, dos feitos, dos momentos de glória que produziram e produzem efeitos com dimensão universalista que muito dignificam o Montijo e as suas gentes”.

No encerramento da cerimónia, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, enalteceu que o gesto de conceder a medalha de ouro a Amândio de Carvalho, Cédric Soares e Luís Rouxinol é “um sinal de admiração e gratidão àqueles que conseguem alcançar o sucesso”. No aniversário da cidade, o presidente deixou, ainda, uma palavra de saudação a “todos os montijenses que, ao longo dos tempos, têm enfrentado as dificuldades com esperança renovada, coragem, iniciativa e solidariedade”.

A Medalha de Ouro do Concelho é a mais alta distinção que o município pode conceder e é atribuída a pessoas ou instituições que, tendo prestado ao concelho ou ao país serviços relevantes, gozem de prestígio social pelo seu percurso de vida e pelos feitos alcançados.

Aniversário da cidade com cultura

O 31.º aniversário da cidade iniciou da melhor forma, no dia 13 de agosto, na Praça da República ao som do fado de Cuca Roseta. Muito aplaudida pelas centenas de pessoas presentes, Cuca Roseta ofereceu um espetáculo memorável, uma viagem única pela sonoridade particular do seu fado.

A cultura repetiu presença no aniversário da cidade, no dia 14 de agosto, na Galeria Municipal com a inauguração da exposição Da Escola à Escrita, do conceituado artista plástico montijense Carlos Vidal.