O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, visitou a escola secundária João de Barros, em Corroios, concelho do Seixal, no sentido de apurar, no terreno, as condições ali existentes. Esta iniciativa contou com a presença dos deputados, Ana Catarina Mendes, Eurídice Pereira, Paulo Trigo Pereira, André Pinotes Batista e Francisca Parreira, bem como de outros dirigentes e autarcas socialistas, naquela que foi a primeira visita de um governante português a este estabelecimento que conta com mais de 1000 alunos.
Ao longo dos últimos anos, os deputados do PS eleitos pelo Círculo Eleitoral de Setúbal utilizaram todas as ferramentas ao seu dispor para que fossem retomadas as obras de requalificação do estabelecimento de ensino, paradas desde finais de 2011.

Por sucessivas vezes, na anterior Legislatura, os deputados do PS eleitos pelo Círculo Eleitoral de Setúbal questionaram o Governo no sentido de obter as necessárias respostas nomeadamente a data prevista para o reinicio dos trabalhos. Sem sucesso, afirmam. “Ou não era obtida resposta, ou a que era dada revelava-se genérica e abordava o programa de modernização do parque escolar sem compromissos objetivos e concretos”, refere a coordenadora regional do grupo de deputados socialistas eleitos pelo Círculo Eleitoral de Setúbal, Eurídice Pereira.
O facto é que foi recentemente  aberto o “Concurso Público Internacional para a conclusão da empreitada de execução das obras de modernização da Escola Secundária João de Barros, no Seixal” . A publicação consta do Diário de República- 2ª Série – nº 64 – 1 de abril de 2016.

No final da visita, o Ministério da Educação garantiu que uma vez ultrapassado o impasse de quase 6 anos, a situação está desbloqueada e as obras serão reiniciadas, no âmbito do concurso público internacional lançado pelo Governo de António Costa. Recorde-se que esta intervenção permitirá uma poupança anual na ordem dos 70.000€ anuais em custos de funcionamento.

A este propósito o deputado André Pinotes Batista, membro da Comissão de Ciência e Ensino Superior, referiu que “o compromisso sereno e responsável assumido por Tiago Brandão Rodrigues constitui uma boa notícia para os cidadãos e um exemplo claro de um ministério que defende com competência e critério a Escola Pública”.