As Festas Populares de São Pedro, no Montijo, são as primeiras festas populares que vão disponibilizar “gratuitamente uma aplicação android para smartphones com informação sobre o evento”, desde “o programa, o mapa das festas, com possibilidade de visualizar o trajeto, a pé ou de carro”, podendo os utilizadores partilhar “os seus próprios conteúdos com outros utilizadores”, entre “fotos, vídeos ou textos”, através de uma “secção chamada As minhas festas”, adianta o presidente da comissão de festas. José Manuel Santos avança que fizeram “fitas para o pulso”, que “estão a ser distribuídas de forma gratuita pelas pessoas”, tendo as mesmas sido “benzidas na missa de Santo António”.

churrasco (2).jpg_Festas de São Pedro_Montijo

O responsável pela organização das Festas Populares de São Pedro sublinha que com o objetivo de atrair um maior número de participantes “melhoraram as relações com a comunicação social”, de modo a ter uma “maior divulgação do evento”, apostaram em elementos inovadores como “a aplicação para os smartphones, as pulseiras” e a “decoração dos pátios dos pescadores”, em que cada um vai ser “decorado com um tema relacionado com a cidade”, havendo sempre música nos mesmos.

José Manuel Santos refere que outra particularidade deste certame é o “bib elétrico”, que consiste num “camião tir ornamentado que vai desfilar com música pelas ruas da cidade do Montijo”. O elemento da comissão organizadora acrescenta que vão ter uma noite dedicada à “música portuguesa, um arraial minhoto, sete palcos a funcionar em simultâneo” e “pela primeira vez vão ter três igrejas ornamentadas”.

O presidente da comissão de festas revela que “melhoraram o recinto das largadas”, em que vão ter este ano “touros com peso e trapio”, vão ter um “espaço de diversão, nomeadamente com carrosséis” e na sexta-feira “os comes e bebes vão ser gratuitos”, tendo os visitantes à sua disposição “22 pontos com carne assada, pão e vinho”. José Manuel Santos considera que “não é fácil identificar um ponto alto” do certame, mas entende que “o dia 29 em que vai haver duas procissões”com “distribuição de uma flor a cada participante” e o “último dia com música e fogo de artifício” podem ser os dias em que vão participar “um número elevado de pessoas”.

O membro da comissão organizadora destaca o facto de “as tertúlias, as associações, as coletividades, as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS)” e “todos os voluntários” se terem juntado para “organizar e melhorar as Festas Populares de São Pedro”, dando-lhe “uma nova dinâmica”. José Manuel Santos ambiciona que participem no certame “cerca de 300 mil visitantes”, durante os seis dias, esperando que “o tempo ajude”, para que “as mais de mil pessoas que vão atuar nos vários palcos” tenham sempre público presente.

A Festas Populares de São Pedro têm um orçamento que ronda os 150 mil euros e vai-se realizar de 25 a 30 de junho nas principais artérias do centro da cidade do Montijo. Este evento é organizado pela comissão de festas e é financiado pela câmara municipal, pela União da Junta de Freguesias de Montijo e Afonsoeiro e pelas empresas do concelho.