As Festas da Penalva, no concelho do Barreiro, são as “primeiras festas da região” e este ano “as pessoas estão mais entusiasmadas do que nunca”, uma vez que o evento “já não se realiza há nove anos”, refere o membro da organização de festas. Manuel Batista adianta neste evento as pessoas vão ter “vários momentos musicais, atividades desportivas e lúdicas” e “largadas de vacas”.

Manuel Batista_Festas da Penalva

O membro do Grupo Recreativo União Penalvense (GRUP), que é a entidade que está a organizar as festas, acrescenta que no certame as pessoas podem também participar na “procissão solene em honra de São Pedro de Alcântara e Nossa Senhora de Fátima”, bem como no último dia podem assistir ao “fogo de artifício”. Manuel Batista considera que o ponto alto das Festas da Penalva vai ser no “sábado à noite”, visto que como “grande parte das pessoas não trabalham no domingo, estão mais disponíveis para visitar a festa”.

O representante do GRUP entende que as pessoas devem ir a este certame, porque “esta é uma região muito acolhedora”, as pessoas são “afáveis” e têm “uma atenção especial para quem os visita”. Manuel Batista sublinha que as Festas da Penalva vão dinamizar “o pouco comércio que há nesta zona”, uma vez que “ambicionam que estejam presentes muitas pessoas de fora da localidade”, que “acabam sempre por comer e comprar qualquer coisa”.

O elemento da organização deseja ter “cerca de dois mil visitantes” nos três dias e para tal divulgaram o evento “nas redes sociais, no site da Câmara Municipal do Barreiro” e “distribuíram e colaram cartazes em locais estratégicos nas zonas mais próximas”. Manuel Batista lembra que a elaboração do programa “foi feito a pensar nas pessoas da região”, que “apreciam música”, nomeadamente “o rancho e o cante alentejano”, que vão estar presentes no certame.

O responsável pela organização das festas recorda que só está a ser possível realizar este evento graças “ao peditório que fizeram porta a porta”, ao apoio do “comércio local que contribuiu com o que podia” e ao “apoio da Câmara Municipal do Barreiro e da Junta de Freguesia de Santo António da Charneca”. Manuel Batista avança que “esperam que o bar seja uma grande fonte de receitas” e que, apesar da entrada ser gratuita, “vão sensibilizar os visitantes a darem um donativo consoante possam”.

As Festas da Penalva está orçada em “cerca de seis mil euros” e decorre de oito a dez de maio, no espaço envolvente à igreja e ao edifício do Grupo Recreativo União Penalvense, que é quem está a organizar o certame.