A comissão organizadora da Feira de Maio, no concelho da Moita, pretende “melhorar ano após ano” o evento com uma “programação” que agrade a um público diversificado, bem como pretende “trabalhar mais com a comunidade”, de modo a “envolvê-la ainda mais nas várias atividades a realizar na feira”, refere o responsável pela comissão coordenadora das festas do município.

Almoço da Feira (2).jpg_Feira de Maio

João Romba garante que a próxima edição da Feira de Maio vai ser “um sucesso como a de este ano”, com uma “programação feita com a comunidade, com o comércio local” e com “o movimento associativo”. O também vereador da Câmara Municipal da Moita com o pelouro do Desenvolvimento Económico considera que o evento teve como ponto alto “o almoço da feira”, em que houve “uma grande aderência das pessoas”, que “interagiram” entre si”.

O autarca acrescenta que com a participação dos restaurantes nesta iniciativa foi possível “divulgar o comércio do concelho”, tendo a feira dinamizado “a economia local”. João Romba reconhece que o que os visitantes mais procuraram na Feira de Maio foi o “convívio”, entre “pessoas e amigos”.

O representante da comissão organizadora sublinha que as pessoas foram também atraídas pelos “espetáculos musicais”, nomeadamente quando tinham “um familiar” que fazia parte de um grupo que subia ao palco. João Romba faz um balanço “bastante positivo” do certame, em que salienta que o “fator tempo ajudou” na participação das pessoas, tendo estado presente no recinto da feira “cerca de 150 mil pessoas”.

O membro da comissão organizadora entende que a feira deu “uma boa perspetiva do que vão ser as Festas da Moita, caso as condições meteorológicas ajudem” estando já a “delinear as estratégias para a realização da mesma”. A Feira de Maio realizou-se de 21 a 24 de maio, nas ruas da vila da Moita, tendo sido uma organização da comissão coordenadora das festas do município, com o apoio do movimento associativo e de toda a comunidade.