Ligado ao Porto de Sines desde o Gabinete da Área de Sines, o antigo oficial do exército foi também presidente da Dragapor. Funeral realiza-se hoje

O antigo presidente da Administração do Porto de Sines (APS), Albano de Figueiredo e Sousa, faleceu esta semana, aos 79 anos de idade, revelou a APS.

“A APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve, S.A. manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento do antigo presidente do conselho de administração, Dr. Albano de Figueiredo e Sousa. A APS vem por este meio apresentar as suas sentidas condolências à família, compartilhando a sua dor e a sua perda.”, refere em comunicado. 

Albano de Figueiredo e Sousa, que nasceu em Sátão, em 24 de Agosto de 1937, esteve ligado ao Porto de Sines desde 6 de Fevereiro de 1986, primeiro como vogal do conselho de administração do Gabinete da Área de Sines (GAS), até Agosto de 1988 e, a partir desta data até Outubro de 1993, na APS, como vogal até Julho de 1992 e como presidente entre 1992 e 1993.

Oficial do exército e com carreira profissional na CP, Albano de Sousa, ficou ligado, em Sines, à criação da primeira instalação para carga geral, resultante da adaptação do porto de construção, ao arranjo paisagístico e aos primeiros passos para a modernização, com a evolução do sistema de comando e controlo, o Sinave e o Centro de Despacho de Navios.

Na recordação do antigo presidente, a APS destaca “a sua personalidade, sempre muito correto, afável e isento nas decisões”. O funeral realiza-se esta sexta-feira, dia 18, com missa na igreja de Miraflores, pelas 12h15, seguindo para cremação no Alto de S. João às 14h00.