Duas mil aves exóticas de variadas espécies podem ser admiradas numa exposição internacional a decorrer em Setúbal entre os dias 15 e 18

 

O “Internacional Sado-Tejo – 2.º Campeonato Internacional de Aves Exóticas”, a realizar no pavilhão da Escola Básica Luísa Todi, é organizado pelo Clube Ornitológico de Setúbal, pela Associação de Avicultores de Portugal e pelo Agrupamento Vertical de Escolas Luísa Todi, com os apoios da Câmara Municipal de Setúbal e da Junta de Freguesia de São Sebastião.

Bengalins do Japão, diamantes e roseicollis, algumas variantes de papagaios, canários e periquitos e caturras, assim como espécies raras. Provenientes sobretudo do continente australiano e africano, são exemplares que os amantes de aves exóticas e o público em geral têm a oportunidade de admirar ao longo dos quatro dias do certame ornitológico.

A vereadora Carla Guerreiro, salientou, esta tarde, na apresentação do evento, no auditório da Escola Básica Luísa Todi, que o Internacional Sado-Tejo “faz com que seja possível dizer que a cidade de Setúbal dá também cartas na ornitologia”.

O certame, sublinhou a autarca, constitui um “meio de união entre a comunidade”, juntando “o movimento associativo e as escolas, neste caso a EB Luísa Todi”.

Também o presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Nuno Costa, enalteceu “o impacte” do “Internacional Sado-Tejo” no concelho, ao trazer um grande número de pessoas à cidade.

O autarca apelou, ainda, à participação da população naquele que é “o maior evento do género no mundo”e “que vale a pena visitar pelo espetáculo, beleza e sentido estético”.

Com a dupla valência de exposição e concurso, o evento tem a particularidade de reunir mais de duas mil aves, somente de categoria exótica, facto que o torna “numa iniciativa de grande dimensão”, realçou o presidente do Clube Ornitológico de Setúbal, António Pomar.

Alguns dos espécimes presentes, trazidos por cerca de uma centena de criadores de vários pontos de norte a sul do país, espanhóis e belgas, ostentam títulos de campeão obtidos em concursos nacionais e internacionais.

Nos dias 11 e 12, haverá diversos julgamentos, para eleição dos melhores exemplares de cada espécie, com a intervenção de uma dezena de juízes portugueses, espanhóis, holandeses e belgas.

Integrado no programa das Comemorações dos 250 Anos do Nascimento de Bocage. o “Internacional Sado-Tejo – 2.º Campeonato Internacional de Aves Exóticas”, de entrada gratuita, pode ser visitado no dia 15 das 16h00 às 22h00, a 16 e 17 das 10h00 às 22h00 e a 18 das 10h00 e as 17h00.

 
Fotografia de JL Andrade