A Câmara de Santiago do Cacém lançou, no dia 31 de outubro, o Cartão Municipal Sénior, com a entrega simbólica do primeiro exemplar à munícipe mais idosa do concelho, Custódia Maria Inácia, de 103 anos, utente do Centro de Dia da Casa do Povo do Cercal do Alentejo, local onde decorreu a apresentação do projeto.

Dirigido à população com idade igual ou superior a 65 anos, reformados e pensionistas por invalidez, o Cartão Municipal Sénior vai passar a estar disponível em vários equipamentos do Município, como é o caso do Gabinete Municipal de Santo André ou das Juntas de Freguesia.

É um projeto que, na sua essência, é pensado para as pessoas reformadas, em particular para aqueles que têm mais de 65 anos”, sublinha Álvaro Beijinha, Presidente da CMSC, que na ocasião esteve acompanhado pelo Vereador com o pelouro da Ação Social, Norberto Barradas. O cartão vai possibilitar “uma ajuda a estas pessoas que, na sua maioria, estão reformadas, ou para aqueles que, ainda não tendo essa idade, já estão reformados por circunstâncias várias. Vamos precisar da participação do comércio local, que vai ter de se associar a esta iniciativa. Assim, quem for detentor deste cartão poderá ter vantagens. Mais do que ter um cartão, é importante que as pessoas sintam, efetivamente, que têm um benefício direto, com descontos nos estabelecimentos comerciais e em áreas de negócio focadas, nomeadamente nas farmácias, em produtos ortopédicos ou nos equipamentos municipais”, conclui.

O cartão é gratuito e visa a participação ativa da população sénior nas atividades culturais, desportivas e recreativas do Município, como meio de integração e valorização do seu papel na sociedade, permitindo também a valorização do comércio local, através de parcerias locais e celebração de protocolos. O projeto conta, igualmente, com a colaboração das IPSS’s como interlocutores da divulgação do projeto junto dos utentes e do comércio local.