O Orçamento Municipal de Vendas Novas para 2016, no valor de 8 milhões e 901 mil euros, que já havia sido aprovado a 26 de Outubro na Câmara, recebeu luz verde na Assembleia Municipal no passado dia 13, tendo passado sem votos contra.
“O orçamento para 2016 comporta o valor de 8.901 milhões de euros, mais 3% que o deste ano, verificando-se um saldo corrente positivo no valor de 1.261.136 euros, o qual financiará as despesas de capital, incluindo a amortização da dívida”, explica o Gabinete de Comunicação da Câmara de Vendas Novas, que aponta o objectivo para o futuro próximo. “Depois de o município ter conseguido reduzir a dívida a fornecedores, cumprir os pagamentos previstos em cada ano à banca e implementar alguns projectos estruturais de investimento e de acções que têm criado uma nova dinâmica municipal, é altura de assumir uma viragem no mandato e uma visão mais optimista quanto ao futuro”, pode ler-se na nota de Imprensa enviada pelo município ao Diário da Região
A autarquia salienta que, de acordo com o documento agora aprovado – que inclui o Plano Plurianual de Investimentos (PPI) e as actividades mais relevantes da gestão autárquica –, “as áreas sociais e económicas e a continuação de uma gestão com rigor e transparência, são consideradas as vertentes prioritárias de acção para o próximo ano”.
Entre as prioridades do executivo camarário presidido pelo socialista Luís Dias destaque para a continuidade do apoio à população mais desfavorecida, “através da atribuição de habitação social, do funcionamento do Espaço Solidário e da oferta de bens alimentares no Natal Solidário; a reabilitação de fogos devolutos e, como novidade, o lançamento do Cartão do Munícipe e da Compartição de Medicamentes aos Idosos Mais Carenciados”. Ainda no plano social, realça a autarquia, “irá entrar em funcionamento o Banco Local de Voluntariado e o Plano Municipal para a Igualdade”.