Concentração por mais carreiras e cumprimento de horários agendada para as 10h30, junto à estação da empresa. Comissão de utentes deixa fortes críticas à empresa

A Comissão de Utentes dos Transportes Públicos do Montijo convocou uma acção de protesto para amanhã, 15, no sentido de exigir “melhores transportes, mais carreiras e cumprimentos dos horários” à empresa TST. Está assim agendada para as 10h30 de amanhã uma concentração junto à estação dos TST, no Montijo.

“Os utentes dos transportes públicos do Montijo consideraram, em reunião do dia 8 de Outubro, que os TST não servem o público, porque os autocarros estão fora do prazo de utilização, não lhes é feita a manutenção devida atempadamente, os passes sociais e os bilhetes estão caros, não há transporte adaptado a deficientes, o número de carreiras é insuficiente, os horários não são cumpridos e estão desarticulados com os horários das escolas e os horários laborais”, explica a comissão de utentes em comunicado enviado ao DIÁRIO DA REGIÃO, reivindicando ainda que “a estação dos TST do Montijo deveria estar aberta aos sábados de manhã”.

Os utentes consideram também “uma falta grave da empresa” a não implementação do passe social intermodal. “Não faz sentido que o Estado entregue a empresas privadas a concessão de transporte público, pagando-lhes nalguns casos bem mais do que paga às empresas públicas, e depois permitir que as empresas privadas estejam total ou parcialmente fora do passe intermodal como hoje acontece, penalizando fortemente as populações servidas por estas empresas”, criticam.

A finalizar, a comissão de utentes considera que “os transportes públicos têm de ser atractivos, com uma oferta capaz e preços que estimulem a sua utilização em detrimento do uso do transporte individual”.

No mesmo documento, o Movimento dos Utentes dos Serviços Públicos (MUSP) apela a todos os utentes dos transportes que participem na concentração matinal de amanhã.