Catarina Marcelino participou em seminário no Montijo e destacou o trabalho dos municípios do distrito, desde há muito, na área da cidadania

O roteiro “Cidadania em Portugal”, que arrancou no passado dia 24 e que passou pela Península de Setúbal nos últimos dias, demonstra que a região é uma das mais pró-activas na abordagem a esta matéria. Disso mesmo deu conta a secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Catarina Marcelino, que apontou o distrito de Setúbal como líder na adesão a esta iniciativa do Governo e da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local (ANIMAR), que ao fim de apenas três dias no terreno já registou acolhimento por cerca de 120 municípios do País.

“Setúbal foi um distrito que aderiu bem a este projecto. Os municípios de Setúbal têm há muito tempo preocupação com estas matérias, o Montijo é um desses exemplos, como o Seixal também o é. Sei que relativamente a outras regiões do País, se fosse um ranking, o distrito de Setúbal estaria posicionado em primeiro ou segundo lugar na adesão a este projecto”, disse a governante aos jornalistas, à margem do seminário “Desafios para a Igualdade: da Perspectiva Nacional ao Papel dos Municípios”, que decorreu na sexta-feira, à tarde, na Galeria Municipal do Montijo. Isto, apesar de nem todas as câmaras terem aderido ao projecto. “Já aderiram Montijo, Setúbal, Seixal e julgo que Almada, o litoral alentejano também, porque os quatro municípios [Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines] organizaram-se em rede. Portanto, temos verificado uma boa adesão no distrito de Setúbal e espero poder dizer, em breve, que todos os municípios da região aderiram, até porque ainda estamos numa fase inicial”, confessou.

“Iniciativa já é um sucesso”

“Hoje [sexta-feira passada], estamos no Montijo com a carrinha do projecto ‘Cidadania em Portugal’, que é um projecto que tem o objectivo de levar a cidadania a todo o Portugal Continental e Ilhas até 30 de Junho do ano que vem. Neste momento temos cerca de 120 municípios já inscritos [para receberem a visita da carrinha da Cidadania], quando o veículo apenas arrancou há três dias, o que, julgo, já é um sucesso desta iniciativa”, observou Catarina Marcelino.

A carrinha, devidamente equipada com recursos lúdico-pedagógicos, vai percorrer as várias localidades do País, sendo solicitado aos municípios e às redes sociais que “dinamizem acções”. Ou seja, a carrinha “vai sendo o mote para que aconteçam iniciativas nos territórios”, explicou a governante.

O objectivo do roteiro passa por convidar as comunidades a conhecer bons exemplos de cidadania e, ao mesmo tempo, estimular a reflexão sobre o combate às desigualdades ou discriminações. No Montijo, o seminário decorreu ao fim da tarde, já depois de as escolas terem estado a trabalhar em sessões de cidadania.