Autarquias e delegação local da Cruz Vermelha mostram-se inconformadas com decisão. ‘Manteigadas Geração On’ e ‘Agora Sim’ foram os projetos preteridos

A União de Freguesias de Setúbal e a delegação local da Cruz Vermelha alertaram ontem para a falta de apoio a centenas de crianças de bairros problemáticos, devido à falta de financiamento de dois projetos do Programa Escolhas. Em causa estão dois projetos do programa Escolhas – “Manteigadas Geração On”, na freguesia de São Sebastião, e “Agora Sim”, na União de Freguesias de Setúbal –, no valor de 50 mil euros cada, que foram preteridos relativamente a outros programas, por terem obtido pontuações inferiores nos critérios de financiamento.

O Programa Escolhas, de âmbito nacional, foi criado pelo Governo, em 2001, com a missão de promover a inclusão social de crianças e jovens de contextos sócio-económicos vulneráveis, visando a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social. As entidades promotoras dos projectos “Manteigadas Geração On” e “Agora Sim” – Cruz Vermelha e União de Freguesias de Setúbal –, não se conformam com a ausência de financiamento e lembram que os projetos em causa permitiram apoiar centenas de famílias e jovens (cerca de 170 jovens cada um), em zonas carenciadas, ao longo dos últimos dez anos.

“Não faz sentido não haver financiamento para o projeto das Manteigadas, porque não há qualquer outro tipo de respostas naquela zona da cidade”, disse, em conferência de Imprensa, Carla Tavares, vice-presidente da delegação de Setúbal da Cruz Vermelha. “Há crianças que ficam sem apoio a nível educativo, a nível lúdico e até na alimentação. E no período de férias vão ficar a brincar sozinhas na rua”, sublinhou Carla Tavares.

A União de Freguesias de Setúbal também lamenta a falta de financiamento para o projeto “Agora Sim”, mas o presidente da autarquia, Rui Canas, espera que a decisão ainda seja “reversível”. “Vamos pedir uma reunião à Comissão Parlamentar especializada, porque acreditamos que a situação ainda é reversível”, disse o autarca.

Câmara sem capacidade para se substituir à tutela

Nuno Costa, presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, onde está a ser desenvolvido o projeto “Manteigadas Geração On”, da Cruz Vermelha, defende que estes programas continuam a ser necessários naquela zona da cidade de Setúbal, devido ao agravamento dos problemas sociais provocados pelo aumento do desemprego nos últimos anos. “Não sei se não necessitamos mais desses programas do que há dez anos”, salientou Nuno Costa.

Já o vereador da Inclusão Social na Câmara de Setúbal, Pedro Pina, também realçou a importância dos dois projetos para centenas de famílias, mas advertiu que a Câmara Municipal de Setúbal não tem capacidade financeira para assumir o financiamento destes projetos e de outros que são da competência da administração central.