O Partido Socialista da Moita informou que a sua sede foi assaltada, referindo que não foi furtado nenhum bem material, mas que as gavetas e armários foram remexidos.

“Quando pretendíamos entrar na Sede da Secção da Moita para uma reunião entre membros do Secretariado Coordenador desta Secção e elementos do Secretariado da Comissão Politica Concelhia, verificamos o arrombamento da porta da rua, que as instalações tinham sido assaltadas e que houve intrusão de desconhecidos que permaneceram no local bastante tempo”, referiu Nuno Filipe Cavaco, Coordenador da Secção de Residência da Moita, em comunicado.

Os socialistas salientam que os intrusos não furtaram nenhum bem material nem qualquer suporte de informação partidária, mas que foram remexidas gavetas e armários.

“Foram chamadas as autoridades que tomaram conta da ocorrência e entretanto reforçamos os meios de segurança no edifício”, salienta.

Carlos Albino, presidente da Comissão Politica Concelhia do Partido Socialista da Moita, afirmou que a situação que ocorreu na sede foi “estranha”.

“Nessa caminhada, passados já 42 anos do 25 de Abril e de democracia madura, o que os militantes do PS não esperavam era verem a sua sede na Moita assaltada, de portas arrombadas, sem que nada tenha sido furtado, mas tudo tenha sido remexido. Algo de muito estranho aqui se passou e merece reflexão”, referiu.