A S.energia, Agência Regional de Energia para os concelhos de Barreiro, Moita e Montijo, viu aprovados três dos cinco projectos submetidos à última edição do PPEC – Plano de Promoção de Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, financiado pela ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da S.energia, Bruno Vitorino, dois dos projectos têm como objectivo a melhoria da eficiência energética dos sistemas de iluminação interior em edifícios nas coletividades, IPSS´s e nas escolas, enquanto um outro projecto tem como principal foco a sensibilização dirigida às escolas secundárias e profissionais.

Um dos projectos aprovados foi o 3S+LED – Iluminação eficiente no terceiro sector por via da melhoria da eficiência energética nos seus sistemas de iluminação, conseguida através da substituição de lâmpadas fluorescentes por lâmpadas equivalentes de tecnologia LED em edifícios e equipamentos.

O EduLUX – Eficiência energética na iluminação interior de Escolas Básicas, foi outra medida aprovada que pretende melhorar a eficiência energética na área da iluminação interior em 174 Escolas Básicas do 1º Ciclo dos concelhos do Barreiro, Moita, Montijo, Setúbal, Palmela, Sesimbra, Seixal e Loures, contribuindo também para a melhoria das condições de conforto e visibilidade das crianças, nas escolas a intervencionar.

O terceiro projeto aprovado foi o GaME – Ganha a Melhor Escola, em que será utilizada a estratégia cada vez mais popular de gamificação na educação (aplicação de elementos característicos dos jogos em ambientes não lúdicos), pelo que se pretende envolver os alunos do Ensino Secundário e Profissional na gestão de energia da sua escola, fornecendo ferramentas que lhes permita realizar uma auditoria energética simplificada e acompanhar em tempo real os consumos energéticos do seu estabelecimento de ensino, criando e implementando e medidas de melhoria no uso da energia da escola enquanto, paralelamente, participam numa competição entre as escolas aderentes, que funcionará por sistema de pontos, atribuídos a cada tarefa desenvolvida, premiando no final as 10 escolas melhores classificadas.

“A aprovação destes projetos permite que a S.energia continue a actuar na promoção da sustentabilidade energética nos concelhos da sua influência”, afirma Bruno Vitorino.