Nos Paços do Concelho, o município do Barreiro recebeu o testemunho – um pergaminho – de alunos e professores representantes das Eco-Escolas do Barreiro, a propósito da acção Rota dos 20.

O presidente da CMB, Carlos Humberto, recebeu o pergaminho das mãos de alunos e professores da Escola Básica D. Luís Mendonça Furtado, o último estabelecimento de ensino do Barreiro por onde passou o testemunho.

A comitiva que visitou os Paços do Concelho foi composta por professores e alunos da Escola Mendonça Furtado (docentes do Eco-Escolas e alunos do Clube de Ciências), do Colégio “O Carinho” e da Escola Básica Álvaro Velho.

O Barreiro, recorde-se, recebeu o testemunho da Rota dos 20 do Município da Moita através da S.Energia, passando-o agora ao município de Almada.

No Barreiro, 12 estabelecimentos de ensino (todos aqueles inscritos no Eco-Escolas) aderiram à iniciativa Rota dos 20. O testemunho, que contêm sugestões das escolas com vista a uma mobilidade sustentável, passou pelos seguintes estabelecimentos de ensino: Escola Secundária de Sto. António (5 a 10 de Outubro); Escola Quinta Nova da Telha (10 a 12 de Novembro); Colégio O Carinho (12 Novembro a 16 Novembro); Colégio Minerva (16 Novembro a 18 Novembro); Escola Básica nº 8 (18 Novembro a 20 Novembro); Escola Básica nº 5 (20 Novembro a 24 Novembro); Escola Básica nº 6 (24 Novembro a 26 Novembro); Escola Padre Abílio Mendes (26 Novembro a 30 Novembro); Escola Secundária Augusto Cabrita (30 Novembro a 2 Dezembro); Refúgio dos Fidalguinhos (2 a 4 Dezembro); Escola Álvaro Velho (4 a 9 Dezembro); Escola Mendonça Furtado (9 a 11 Dezembro).

A Rota dos 20 é Coordenada pela Associação Bandeira Azul (ABAE) e visa comemorar os 20 anos do programa Eco-Escolas. Tem como objectivos chegar a todas as Eco-Escolas em Portugal colocando o enfoque na mobilidade sustentável e na participação activa das crianças e jovens na procura e proposta de soluções. Visa alertar a comunidade escolar para a importância de uma mobilidade mais segura, sustentável, eficiente e inclusiva e receber as sugestões das escolas para uma mobilidade local mais sustentável.

“Esta iniciativa colocou os alunos a pensar no tema da mobilidade sustentável. Há uma série de opções para que cada um não chegue à escola de automóvel”, referiu o vereador Bruno Vitorino, responsável pelo Centro de Educação Ambiental (CEA). Na recepção a alunos e professores, o Autarca salientou a crescente adesão das escolas do Barreiro ao programa Eco-Escolas. Este programa, em simultâneo com o trabalho desenvolvido pelo CEA na Reserva Natural Local, “é importante para que as gerações ajudem a valorizar o que é o nosso território e a torná-lo mais amigo do ambiente”.

Professoras da Escola D. Luís Mendonça Furtado apresentaram algumas das sugestões dos alunos que constam do pergaminho. O enfoque foi na criação de ciclovias, de parqueamento para bicicletas e de condições de segurança para a mobilidade em bicicleta e a pé.

Carlos Humberto, Presidente da CMB, destacou a importância da reflexão e da acção na preservação ambiental. “Se não tivermos cuidado podemos pôr em causa a vida humana”. E enalteceu o “empenho e a participação” de alunos e professores neste que considera “um ato de cidadania”.

“O Barreiro é o concelho do País em que há mais transporte colectivo em relação ao transporte individual, devido aos Transportes Colectivos do Barreiro”, disse Carlos Humberto.