Demissão do presidente António Júlio de Almeida motivou reunião com órgãos sociais da instituição. Social-democratas criticam “distanciamento” da Câmara

O PSD reuniu recentemente com representantes dos órgãos sociais da União Mutualista do Montepio no Montijo para recolher informações sobre a situação atual da instituição, face à demissão de António Júlio Almeida da presidência.

Depois de ter chegado a anunciar a sua recandidatura ao cargo, António Júlio Almeida acabou, porém, por deixar o cargo.

Em comunicado, a comitiva social-democrata, que foi liderada por João Afonso, acompanhado pelos deputados Bruno Vitorino e Maria das Mercês Borges, saliena que manifestou “todo o empenho do PSD em ajudar a associação” a ultrapassar um momento “mais exigente” na vida daquela entidade, tendo em conta a importância que a mesma tem para o concelho.

“A União Mutualista do Montepio tem mais de 140 anos de existência e emprega cerca de 250 pessoas, prestando serviços sociais e de saúde de enorme relevância para a população. A Câmara Municipal do Montijo não pode continuar distante das instituições, pois são elas que muitas vezes se substituem ao Governo na ajuda aos mais desfavorecidos”, afirmou João Afonso.

O PSD Montijo garante ainda que pretende “reforçar a colaboração e apoio às instituições da área social se vier a ser poder autárquico”, pois considera que “a autarquia não tem estratégia nem política social”.