Social-democratas fazem mira a Nuno Canta. Gabinete da Presidência considera acusações “caluniosas”

O PSD do Montijo acusa o presidente da Câmara, Nuno Canta, de estar “continuamente a empobrecer o concelho e a população” e a “estrangular as instituições e os clubes” da terra. Os social-democratas atribuem ao presidente da autarquia a responsabilidade de o Clube Atlético do Montijo ter agora encerrado a actividade de canoagem.

“O PSD Montijo considera que o encerramento da prática da canoagem no Clube Atlético de Montijo, com mais de 25 anos de modalidade, é uma das mais negras páginas na prática do desporto no concelho”, afirmam os social-democratas em comunicado enviado ao DIÁRIO DA REGIÃO, reforçando: “Este é mais um episódio que envergonha o concelho. Nuno Canta é o responsável pelo fim da prática canoagem no Montijo, pois continua sistematicamente a negar o apoio a associações e clubes.”

O PSD vai ainda mais longe ao classificar, no mesmo documento, Nuno Canta como “o pior presidente de Câmara da história do Montijo”.

O Gabinete da Presidência da autarquia reagiu considerando “caluniosas” as acusações dos responsáveis do PSD. “Uma vez mais, aqueles que são incapazes de uma proposta construtiva para o Montijo, desesperam com o grande trabalho dos autarcas socialistas e, simplesmente, dizem mal de tudo e de todos. Não é verdade que a Câmara Municipal do Montijo e o presidente da Câmara tenham desapoiado o movimento desportivo e cultural”, pode ler-se numa nota de Imprensa do gabinete do presidente. No documento, enviado ao DIÁRIO DA REGIÃO, é também lembrado que, em Junho deste ano, “a cidade do Montijo organizou a modalidade de canoagem, no âmbito dos Jogos do Futuro”, além de “outras actividades de canoagem adaptada realizadas na frente ribeirinha”.

“Para memória futura, a Câmara Municipal do Montijo tem alargado substancialmente os apoios financeiros e de outra natureza aos clubes, associações e colectividades do concelho. Veja-se, a título de exemplo, o apoio financeiro de 76.800,00 euros à centenária Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro para ampliação das suas instalações.”

Câmara realça apoios

No caso do Clube Atlético do Montijo, o Gabinete da Presidência realça que “a Câmara Municipal do Montijo aprovou a celebração de um contrato programa de desenvolvimento desportivo, com base na modalidade de canoagem, conforme proposta do clube”. No referido contrato “está previsto para a modalidade de canoagem um valor de 750,00 euros para a inscrição de atletas na Associação de Canoagem da Bacia do Tejo e na Federação Portuguesa de Canoagem, bem como para o apoio à formação de agentes desportivos e um apoio não financeiro com o valor estimado de 4.500,00 euros pela cedência e utilização da Piscina Municipal, para a promoção e complemento do treino da modalidade de canoagem”.

A concluir, é ainda sublinhado que, “pela cedência da exploração da actividade do Pontão de acesso e atracagem das embarcações, devidamente protocolada, o Clube Atlético do Montijo aufere um rendimento anual de cerca de 3.000,00 euros”. Além disso, a autarquia “disponibiliza graciosamente ao Clube Atlético do Montijo um edifício no Cais dos Vapores e garante o fornecimento de água e de energia eléctrica”.