Edifício localiza-se na Rua José Joaquim Marques. Em comunicado, o PSD exige imediata intervenção da autarquia

A situação está referenciada pelos serviços da Câmara Municipal há mais de seis meses, mas até agora nada foi feito. O alerta de perigo de “derrocada iminente”de um prédio, localizado na Rua José Joaquim Marques, no Montijo, é dado pelo PSD, que exige a imediata intervenção da autarquia no sentido de a situação ser resolvida.

“Os social-democratas exigem que a autarquia, liderada por Nuno Canta, tome uma decisão urgente para resolver uma situação que põe em causa a integridade física dos cidadãos”, pode ler-se num comunicado enviado pelo PSD ao DIÁRIO DA REGIÃO. “O presidente da Câmara tem de resolver isto, para que não aconteça nenhuma desgraça de um momento para o outro, pois já foi alertado várias vezes para esta situação”, sublinham social-democratas, acrescentando: “Se o prédio cair devido ao laxismo da autarquia, a culpa é integralmente de Nuno Canta.”

O PSD vinca que o edifício constitui, há mais de meio ano, “um perigo, estando em iminente derrocada”, e que os serviços municipais “já sinalizaram a necessidade de demolir imediatamente o edifício”, apesar de “até agora nada ter sido feito”.

No mesmo documento, os social-democratas acusam ainda Nuno Canta de “nada decidir”, até porque, apontam, todos os assuntos que chegam ao presidente da Câmara “não têm” sequência. “Grande parte dos serviços da Câmara Municipal estão parados por inércia do presidente, que tudo o que faz é atrasar o desenvolvimento do Montijo e das suas freguesias”, dispara o PSD, considerando que a situação atrás denunciada “é mais um exemplo da degradação do centro histórico da cidade e da ausência de uma política de reabilitação urbana”.

A concluir, os social-democratas atiram: “Não há qualquer estratégia. Esta é mais uma prova de que Nuno Canta é o pior presidente de câmara da história do Montijo.”