A Secção do Montijo da Comissão Política do PSD acusa os serviços de saneamento do município de continuarem a despejar a céu aberto parte dos esgotos urbanos, sem qualquer tratamento, directamente para o rio Tejo. Só na freguesia de Sarilhos Grandes, “existem pelo menos duas saídas de esgoto sem tratamento a ser despejado para o rio Tejo, poluindo gravemente as águas e pondo em perigo a saúde pública”, denunciaram ontem os social-democratas, em comunicado enviado ao DIÁRIO DA REGIÃO.

“O presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, tem fechado os olhos constantemente a esta situação, que não pode continuar a bem da população e do próprio ambiente do concelho”, afirma o PSD, considerando ao mesmo tempo que o autarca socialista não tem “qualquer projecto ou estratégia para o aproveitamento do rio e da zona ribeirinha”.

“Não há qualquer ideia estratégica para o aproveitamento turístico, ambiental, e económico do rio Tejo”, reforçam os social-democratas, que não poupam críticas à recente visita do secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, ao Montijo. “Nuno Canta devia ter vergonha de fazer uma acção de propaganda e show-off político quando são os próprios serviços de saneamento do município que continuam a despejar a céu aberto, e sem qualquer tratamento, parte dos esgotos urbanos directamente para o rio Tejo”, concluem.