A reunião do Orçamento Participativo 2015 realizada na sala de sessões da Junta de Freguesia de Pinhal Novo contou com casa cheia e registou mais de uma dezena de intervenções relacionadas com gestão corrente. Ao longo da última semana, a Câmara Municipal de Palmela reuniu com os munícipes em todas as freguesias do concelho e com os trabalhadores municipais, com o objetivo de “afinar a atuação da câmara e recolher a sensibilidade e os contributos da população”, refere.

Orçamento participativo_Palmela

Foram realizadas reuniões em Marateca, Pinhal Novo, Poceirão, Quinta do Anjo e Palmela, durante as quais foram dadas a conhecer aos participantes, entre outras informações, as diferentes fases e o calendário do processo do Orçamento Participativo 2015, os compromissos já assumidos e o plano de investimentos para as freguesias. As questões e propostas apresentadas pela população “foram ouvidas, explicadas e acolhidas pelo executivo, dentro das possibilidades de intervenção da autarquia e de acordo com os compromissos de mandato”, explica o município.

Depois das cinco reuniões realizadas em abril, a receção de questionários e fichas de projeto está aberta até maio, documentos disponíveis nas juntas de freguesia, nos balcões de atendimento municipal e em www.cm-palmela.pt, que podem ser entregues por via electrónica, nas juntas ou nos balcões de atendimento. Ao longo do verão, vai ser feita a análise técnica e política da viabilidade das propostas e, em setembro, vai ser efetuada nova ronda de reuniões, para debate e hierarquização.

Em dezembro, o município devolve a informação, apresentando os resultados e os documentos de gestão. Nas reuniões de 2014, ano em que foi relançado o processo, foram colocados 116 assuntos, sendo 67 de gestão corrente, mais de metade já resolvidos ou em curso, e 49 relativos a investimento, destes, 15 já foram incluídos no Plano Plurianual de Investimentos, informa a câmara.