Além de António Costa, estiveram ainda presentes na cerimónia os ministros Capoulas Santos e Pedro Marques, bem como representantes todos os grupos de acção local rurais do Continente

A Península de Setúbal vai beneficiar de um total de 3,5 milhões de euros, para apoio a projectos referentes ao desenvolvimento rural da região. O contrato, entre a ADREPES e as diferentes autoridades de gestão dos fundos que vão financiar a Estratégia de Desenvolvimento Local para as zonas rurais da Península de Setúbal, no período 2014-2020, foi formalizado no passado dia 27. A assinatura do acordo teve lugar em Ponte de Sor e contou com as presenças do primeiro-ministro, António Costa – acompanhado pelos ministros Capoulas Santos (Agricultura) e Pedro Marques (Planeamento e Infra-estruturas) –, bem como com os representantes de todos os grupos de acção local rurais do Continente.

“O contrato prevê um financiamento que ascende a 3,5 milhões de euros destinados a apoiar projectos relacionados com o desenvolvimento rural da região, em particular pequenos investimentos e diversificação de actividades nas explorações agrícolas, transformação e comercialização de produtos agrícolas, promoção de produtos locais de qualidade, cadeias curtas e mercados locais, apoio ao empreendedorismo, preservação do património e apoio social”, explica a Associação de Desenvolvimento Regional da Península de Setúbal (ADREPES). A faltar fica agora “a definição da regulamentação específica que vai permitir a abertura de concursos para a apresentação de candidaturas por parte dos diferentes actores do território”.

O contrato assinado em Ponte de Sor, sublinha ainda a associação, é “o culminar de um processo de construção da Estratégia de Desenvolvimento Local da Península de Setúbal 2014-2020, liderado pela ADREPES, que teve início em Fevereiro de 2014 e que envolveu mais de 300 entidades locais e regionais representativas dos interesses económicos, ambientais, sociais e culturais, com destaque para autarquias locais, institutos públicos, cooperativas, empresas e associações”.