A Comissão de Freguesia da Baixa da Banheira do PCP mostrou-se preocupada com os serviços de saúde primários na freguesia da Baixa da Banheira, lamentando que o novo Centro de Saúde não venha na listagem de equipamentos a construir.

“A Comissão considera que o anúncio do Ministro da Saúde de que o novo Centro de Saúde da Baixa da Banheira iria ser construído em 2017 é o reconhecimento de que é urgente e necessário criar mais condições para a prestação de serviços básicos de saúde na freguesia. Lamentamos, contudo, que passados uns dias deste anúncio, que o próprio ministro faça sair um documento com uma listagem de centros de saúde a construir em 2017 e que não venha nessa lista o anunciado Centro de Saúde da Baixa da Banheira”, refere em comunicado.

A Comissão de Freguesia da Baixa da Banheira do PCP, numa reunião realizada, defendeu que os equipamentos a construir e em situações de escassez de recursos devem ser definidos em função de “critérios e prioridades” e por isso consideram que este procedimento “não foi o mais correto”.

“A situação excepcional, em que se regista uma grande falta de médicos e técnicos de saúde, requer medidas excepcionais por parte do governo. É urgente colocar mais médicos ao serviço da população da freguesia. E esta deve ser a prioridade do governo. O PCP compromete-se a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para ajudar a resolver o problema da falta de médicos e da construção do novo centro de saúde”, concluiu.