Os 28 membros do Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Económico Local (CEDEL) do Montijo já foram empossados, nos Paços do Concelho, pelo presidente da Câmara Municipal, Nuno Canta.

A cerimónia de tomada de posse decorreu na passada terça-feira, com o autarca a felicitar os conselheiros pela “confiança e participação num processo inovador sobre a responsabilidade social dos empresários e empresas do Montijo, das universidades, dos politécnicos e das juntas de freguesia”.

No entender de Nuno Canta, o CEDEL permitirá a reflexão sobre “novos modelos de desenvolvimento” para o concelho montijense. “Essa reflexão é difícil, terá de ser séria e nunca estará acabada”, disse o presidente da Câmara Municipal, sublinhando de seguida: “Os resultados a que se vá chegando serão de extrema valia para o processo de desenvolvimento do nosso concelho”.

O Conselho Estratégico para o Desenvolvimento Económico Local é composto por 28 conselheiros, representantes de instituições universitárias e de empresas do Montijo dos diversos sectores de atividade económica existentes no concelho.

A criação deste órgão “faz parte de uma visão estratégica de desenvolvimento em cooperação defendida pelo actual executivo municipal”. A autarquia explica que, para a concretização desta visão estratégica, “foi celebrado um protocolo de colaboração entre o município do Montijo e a Associação para a Formação Profissional e Desenvolvimento do Montijo, visando a criação do CEDEL, operacionalizado com a criação do Gabinete para o Desenvolvimento, Empreendedorismo e Inovação”.