Funeral do progenitor do “pequeno génio” sai hoje da Igreja do Lavradio rumo ao Cemitério da Quinta do Conde

Fernando Chalana, antiga glória do Sport Lisboa e Benfica e da Selecção Portuguesa, está de luto pelo falecimento do pai. O “Ti Jaquim”, como era carinhosamente conhecido o pai do futebolista, no Lavradio, concelho do Barreiro, morreu nesta última segunda-feira. O velório realizou-se ontem, à tarde, na Capela da Igreja Matriz do Lavradio. O funeral, informou Fernando Chalana na rede social Facebook, terá lugar na manhã de hoje, quarta-feira.

“Hoje [segunda-feira] o Ti Jaquim, o meu pai, deixou-nos… Será sempre a minha referência, o meu ídolo maior!”, escreveu aquele que marcou uma era no futebol português e que sempre permaneceu (e permanece) no coração dos adeptos do clube da águia. “O velório é amanhã [ontem] a partir das 16h00 na capela da Igreja Matriz do Lavradio e o funeral na quarta-feira [hoje], da igreja para o Cemitério da Quinta do Conde às 11h15”, pode ler-se na mesma publicação, na página oficial do Facebook de Fernando Chalana, que recebeu inúmeras manifestações de pesar e solidariedade. Ao mesmo tempo, o ex-futebolista publicou ainda uma fotografia, que dispensa comentários e que o DIÁRIO DA REGIÃO aqui reproduz.

Chalana, recorde-se, alinhou ainda em idade júnior no Barreirense, de onde se transferiu para o Sport Lisboa e Benfica. Foi ao serviço das águias que cedo começou a mostrar um talento que deliciava as plateias, estreando-se pelo clube bem como pela Selecção A de Portugal com apenas 17 anos de idade. Conhecido por “pequeno génio” – face à baixa estatura (1,65m) que apresentava em contraponto com o enorme talento que fez dele uma das maiores figuras da história do futebol português –, Chalana foi um dos destaques maiores da Selecção das Quinas no Campeonato da Europa de 1984, realizado em França, país que o acolheu através do Bordéus que o contratou ao Benfica. Muitos ainda hoje se recordam dos dribles estonteantes efectuados pela magia do seu pé esquerdo, porém o barreirense era… destro. Hoje está de luto pelo falecimento de seu pai, o seu… ídolo.