A junta de freguesia de Azeitão ofereceu manuais escolares a cerca de duzentas crianças do primeiro ano do 1º ciclo das escolas básicas de Vila Fresca de Azeitão, de Vila Nogueira de Azeitão, de Casal de Bolinhos, de Brejos de Clérigo e da Brejoeira, Esta é uma iniciativa da autarquia no sentido de valorização da escola pública.

“É uma pequena ajuda para o arranque escolar, um marco importante na vida das crianças”, salientou a presidente da Junta de Freguesia de Azeitão, Celestina Neves, no momento de entrega dos livros de português, matemática e estudo do meio aos alunos da Escola Básica de Casal de Bolinhos.

Na sala de aula, o entusiasmo era grande. Depois de a professora ter desvendado as expectativas para o ano lectivo, foi tempo de conhecer os manuais escolares, distribuídos por Celestina Neves e Bento Passinhas, da Junta de Freguesia de Azeitão, e pelo vereador com o pelouro da Educação na Câmara Municipal de Setúbal, Pedro Pina.

Em escassos minutos a agitação era ainda maior na sala de aula, com a turma de 26 alunos a folhear, rapidamente, cada um dos livros entregues, nesta fase apenas para ver as ilustrações e os conteúdos dos manuais. O grande desafio chega depois: aprender o que os livros têm para oferecer.

“Foi uma boa surpresa para iniciar o ano escolar”, salientou Iuri Turcanu.

Para o pai do pequeno Bogdan, esta acaba por ser uma ajuda preciosa”, até porque tem outro filho, mais velho, em idade escolar. “Entrou para o sétimo ano e foram mais de trezentos euros em livros”, desabafou.

O mesmo sentimento é partilhado pela mãe da estreante escolar Beatriz Gaman. “É uma excelente iniciativa. Os livros estão cada vez mais caros e acaba por ser um bom apoio lá em casa. É, também, uma forma de valorizar as nossas crianças, porque sentimos que são o futuro.”

Os manuais escolares foram oferecidos “a todas as crianças, sem exceção, que frequentam o primeiro ano de escolaridade em escolas do território azeitonense, afirmou Celestina Neves. “A entrada na escola, pela primeira vez, é um momento importante ao qual nos quisemos associar”, acrescentou a autarca.

Celestina Neves frisou que a iniciativa materializa, igualmente, “um contributo solidário para os orçamentos familiares, sobretudo para os jovens casais e para aqueles que têm mais do que uma criança em idade escolar, numa altura do ano que é tendencialmente mais complicada”.

 

O vereador Pedro Pina realçou a importância da acção. “É a valorização da escola pública.”

Mais do que o apoio na gestão do orçamento das famílias, a entrega de manuais escolares constitui, segundo o vereador, um investimento na formação das crianças”. “Aqui começa o futuro das nossas sociedades e com esta iniciativa esperamos contribuir para o sucesso dos alunos.”