O Volkswagen Scirocco, a gasóleo, produzido na Autoeuropa, em Palmela, é um dos modelos que está referenciado na lista de veículos que não cumprem a lei de emissão de dióxido de carbono. A notícia foi avançada ontem pelo Jornal de Negócios, que, ao mesmo tempo, sublinha que mais de 400 mil carros de um total de 800 mil ainda não foram vendidos.
De acordo com este periódico, estava previsto que a chegada destas viaturas ao mercado ocorresse já a partir do final de 2015 e se prolongasse, com maior intensidade, ao longo do próximo ano. A detecção da manipulação de emissão de gases no modelo inviabiliza assim os planos da marca alemã.
Recorde-se que a Autoeuropa vai suspender a produção de automóveis durante 27 dias úteis, entre o próximo mês de Dezembro e Janeiro de 2016, para realização de obras referentes à adaptação da fábrica à Plataforma Modular Transversal. O regresso à produção está previsto apenas para o dia 20 de Janeiro do próximo ano. A fábrica de Palmela já informou trabalhadores e fornecedores que irá parar no referido período, recorrendo a férias e dias de não produção (“down days”).
Fonte oficial da Volkswagen Autoeuropa, em declarações então feitas ao Diário Económico, justificou a suspensão da produção com “um conjunto de trabalhos decorrentes da adaptação da fábrica à Plataforma Modular Transversal”, já que, para que seja possível executar as obras, “é necessária a paragem de todas as áreas de produção da fábrica”.