A Makro Portugal justifica o seu plano de redução de 229 postos de trabalho nas dez lojas que tem no país com o “desenvolvimento de uma nova estratégia, no sentido de adequar o seu negócio à realidade atual do mercado”, passando a estar “especializada no canal HoReCa”, que abrange os estabelecimentos de hotelaria, restauração e cafetaria.

A informação enviada pela Makro Portugal surge na sequência da notícia publicada pelo DIÁRIO DA REGIÃO na passada terça-feira, dando conta de que este plano de redução deve afetar também a loja de Palmela, mas ainda não é conhecido o número de trabalhadores que podem ter os seus postos de trabalho em risco.

“Esta aposta no canal HoReCa implica um serviço personalizado, que pressupõe um reajuste do sortido” e o “natural redimensionamento dos espaços de loja, sendo a “principal alteração no sortido não alimentar”, explica a Makro Portugal, acrescentando que vai rever “todo o processo de experiência de compra nas lojas, no que se refere a fatores-chave como flexibilidade, qualidade, preço e rapidez”.

Em linha com esta estratégia, a filial portuguesa do Grupo Metro explica que “foi desenvolvido um plano de redução de 229 postos de trabalho garantindo, assim, a manutenção de mais de 950 postos de trabalho” e que “numa primeira fase, o critério a ser utilizado é dos profissionais que se voluntariem a sair”.

“Durante este processo, uma das nossas principais preocupações é minimizar, tanto quanto possível, o impacto negativo que esta situação possa ter junto dos colaboradores afetados. Esta adaptação do negócio em Portugal é inevitável, de forma a correspondermos ao atual cenário de procura e sermos competitivos no mercado. Todavia, é importante salientar que o Grupo Metro vai continuar a apostar no mercado português, garantindo a sustentabilidade futura da empresa”, assegura Tanya Kopps, responsável do Grupo Metro, citada no comunicado da Makro Portugal.

A empresa acrescenta ainda que “vai disponibilizar aos seus colaboradores condições económicas acima do mercado, substancialmente mais favoráveis do que as que decorrem da lei, para além do programa de outplacement, por forma a ajudar à reinserção no mercado de trabalho, cartão Makro com benefícios e manutenção do seguro de saúde e vida até final de 2015”.