Autarquia vai ceder espaço para associação mudar-se de armas e bagagens para o Pocinho das Nascentes

O Núcleo do Montijo da Liga dos Combatentes vai mudar de instalações, depois de o executivo camarário, presidido por Nuno Canta, ter aprovado, por unanimidade, na reunião pública da câmara realizada na última quarta-feira, celebrar com a associação um contrato de comodato para o efeito. A nova sede do Núcleo do Montijo da Liga dos Combatentes vai assim ser instalada na Rua do Pocinho das Nascentes, n.º 259.

“Este contrato surge no seguimento de um pedido de atribuição de instalações para uma nova sede social que o Núcleo do Montijo da Liga dos Combatentes endereçou à Câmara Municipal do Montijo, pois a sua actual sede apresenta graves deficiências (falta de instalações sanitárias e escada de acesso muito estreita e íngreme) ”, explica a autarquia, que considerou “importante que a associação disponha de um espaço digno e com condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada como são alguns dos ex-combatentes, no qual possa acolher os seus associados para acções de convívio, apoio social e apoio psicológico e humanitário”.

A decisão do executivo surge apenas dois dias depois de ter sido inaugurado o Monumento de Homenagem aos Combatentes na Guerra do Ultramar, localizado junto ao cemitério de São Sebastião. A cerimónia teve lugar no dia em que se comemorou o 42.º aniversário da Revolução dos Cravos, com o secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, juntamente com Nuno Canta e o presidente da Liga dos Combatentes, Chito Rodrigues, a procederem ao descerramento da placa alusiva à inauguração do memorial, perante uma apreciável moldura humana.

Insultos e apoios

Na sessão – que voltou a ficar marcada por troca de insultos, desta vez com o vereador da CDU, Carlos Jorge de Almeida, a acusar o presidente de mentir e Nuno Canta a responder na mesma moeda ao autarca comunista –, o executivo aprovou, por unanimidade, a atribuição de 35 mil e 500 euros em apoios financeiros a diversas associações do concelho. Para a realização das Festas Populares de São Pedro foram atribuídos apoios financeiros à Sociedade Cooperativa União Piscatória Aldegalense e à Tertúlia Tauromáquica do Montijo na ordem dos 12 mil euros e 20 mil euros, respectivamente.

À Tertúlia Tauromáquica do Montijo foi, ainda, concedido um apoio de 1 500 euros destinado ao pagamento das despesas com o seguro do grupo de forcados. Com o mesmo objectivo, foi atribuído um apoio de 2 000 euros ao Grupo de Forcados Amadores do Montijo.