O jovem bombeiro da corporação dos Voluntários de Setúbal, que estava desaparecido desde o passado sábado, já está em casa. Rúben Paulino, 22 anos, foi localizado na noite de terça-feira no distrito do Porto, onde se reencontrou com a família, que se deslocou ao norte do país para acompanhar o regresso do jovem à sua residência.

Disso mesmo dava ontem conta uma informação, da autoria do director do portal Bombeiros para Sempre (BPS), Ricardo Correia, que foi partilhada nas redes sociais.

Recorde-se que o jovem, que possuía carta de condução há pouco tempo, havia saído no automóvel do pai no passado sábado, não tendo, desde então, contactado mais com a família, que viveu quatro dias de desespero.

As forças de autoridade colocaram-se no terreno, com várias acções de busca, para localizar Rúben. Nas redes sociais, a mensagem de apelo por informações que pudessem fornecer pistas que a indicar o paradeiro do jovem bombeiro de Setúbal foi amplamente divulgada e terá acabado mesmo por dar frutos.

Até ao princípio da tarde desta terça-feira, os familiares apenas sabiam que Rúben tinha partido na viatura em direcção ao norte do país. “A única informação que temos é que ele passou na portagem da autoestrada (A2) no sábado às 09h52. Na Via Verde, confirmámos que o Rúben saiu nas portagens do Grijó [Vila Nova de Gaia], pelas 13h09”, confirmou então Susana Tavares, tia do jovem bombeiro, em declarações ao DIÁRIO DA REGIÃO. “Neste momento, não fazemos a menor ideia do que possa ter acontecido nem o que havemos de pensar. Já lá vão quatro dias…”, reforçou, depois, a familiar que, ontem, o DIÁRIO DA REGIÃO tentou contactar por diversas vezes, mas sem sucesso. Até ao fecho desta edição, desconheciam-se, assim, as razões que terão levado ao desaparecimento do jovem bombeiro de Setúbal.