Encabeça lista única que irá amanhã a votos, prepara-se para suceder a Nuno Magalhães e aponta à criação de um Gabinete de Estudos, que abraçará as mais diversas áreas de acção, a ser coordenado por Ana Clara Birrento

João Paulo Viegas vai suceder a Nuno Magalhães à frente da Distrital de Setúbal do CDS-PP, já que encabeça a única lista que se apresentará a votos, já amanhã, nas eleições para os órgãos distritais do partido.

O candidato à liderança da distrital democrata-cristã é militante da concelhia de Setúbal e foi até às últimas eleições legislativas deputado à Assembleia da República, “consequência do melhor resultado eleitoral que o CDS-PP obteve no distrito, no ano de 2011”, lembra a distrital, em nota de Imprensa, sublinhando ao mesmo tempo que Nuno Magalhães “ao abrigo dos estatutos do partido, não pode recandidatar-se por ter já cumprido três mandatos consecutivos” no cargo.

A candidatura que agora vai a votos tem como objectivo, salienta a Distrital do CDS, “consolidar a presença do partido em Setúbal e, consequentemente, continuar o crescimento do CDS-PP quer em novas adesões quer na implementação de propostas e medidas que o partido tem para os vários concelhos do distrito”. Para isso, a lista encabeçada por João Paulo Viegas quer apostar “no trabalho dos autarcas” e assume ainda como prioridade “aumentar nas próximas eleições autárquicas” o número de autarcas eleitos na região.

“A par das eleições autárquicas, a nova equipa distrital tem, entre outras prioridades, a aposta no incremento e consolidação do turismo na Península de Setúbal, na agricultura e no rendimento e exploração que se pode retirar do mar que banha a mesma Península”, adianta a distrital.

“Para João Paulo Viegas, é preciso aproveitar os recursos existentes, transformá-los e colocá-los ao serviço das pessoas. Isto sem entrar em projectos megalómanos e despesistas que criem assimetrias entre as localidades mais povoadas e com mais oportunidades, em detrimento das localidades do interior do distrito. O candidato entende ser prioridade uma maior intervenção para minimizar os desequilíbrios existentes”, acrescenta a distrital. Para tal, a distrital de Setúbal “contará com um Gabinete de Estudos que se ocupará, entre outras, de matérias relacionadas com políticas sociais, educação, segurança, ambiente, agricultura e mar, desenvolvimento económico e empreendedorismo, mobilidade e acessibilidades, saúde, juventude, reabilitação urbana e património local, tendo como coordenadora Ana Clara Birrento”.

Nuno Magalhães, deputado e líder parlamentar do CDS-PP na Assembleia da República, encabeçará a lista candidata à Mesa do Plenário da distrital setubalense. As eleições decorrerão entre as 15 e as 17h00, amanhã, em cada uma das sedes concelhias do CDS-PP do distrito de Setúbal.