Sadinos perdem (2-0) com Arouca no primeiro teste da pré-época

O Vitória concluiu ontem o estágio de uma semana em Fornos de Algodres, localidade em que o clube realizou os primeiros treinos da nova temporada. No jogo de preparação inaugural, realizado anteontem, os sadinos perderam, por 2-0, com o Arouca, equipa que já trabalha há três semanas e cumpriu o seu terceiro ensaio em 2016/17. O angolano Mateus, aos 5 minutos, e o ex-vitoriano Zequinha, aos 19, fizeram os golos do encontro.

O desaire com os arouquenses, no Estádio Municipal da Serra da Esgalhada, não desvia o treinador José Couceiro do caminho traçado e, garantiu, retirou ilações positivas do confronto em Fornos de Algodres. “Ainda temos de progredir muito mas gostei do nosso trabalho ofensivo, ao qual faltou eficácia”, referiu o timoneiro dos setubalenses que teve a oportunidade de ver em acção todos os jogadores que compõem as respectivas equipas.

Foi notória alguma supremacia do Arouca na fase inicial devido ao facto de ter mais preparação, pois tem mais duas semanas de avanço, que os sadinos. Ambos os técnicos puderam observar todo plantel e ainda testarem as estratégias que poderão adoptar ao longo do campeonato. Refira-se que após o 2-0, alcançado antes dos 20 minutos de jogo, o equilíbrio foi a nota dominante até ao final do jogo.

Com a chegada de muitos jogadores novos, o técnico, de 53 anos, sabe que ainda há um longo caminho a percorrer. A matriz da equipa e o tipo de futebol que vai apresentar também está já definida. “Importante é não perder a identidade do Vitória, que passa por futebol apoiado e de qualidade”, sublinhou após a partida de preparação.

Com várias posições ainda por preencher – central, médio e avançados são vagas ainda por colmatar – José Couceiro pretende atletas que ajudem a equipa a praticar um futebol de qualidade. “Queremos jogadores que se insiram nesse contexto. Ainda nos faltam reforços, o que importa é a qualidade, idade nem sempre equivalente a experiência”, frisou.

Quanto ao jogo com o Arouca, que foi dividido em três partes iguais de 30 minutos cada, o treinador confessou estar satisfeito com a resposta dada pelos seus jogadores frente a um adversário que está numa fase mais adiantada da pré-época. “Sabíamos que ia ser um teste muito difícil. O Arouca está muito mais adiantado, nós tivemos que fazer muitas trocas, pois temos jogadores em diferentes fases de adaptação. Fiquei muito satisfeito com o rendimento de jogadores que vieram do Campeonato Nacional de Seniores e dos juniores”, disse.

Após o treino realizado ontem de manhã em Fornos de Algodres, sessão que deu por encerrado o estágio de pré-época na vila do distrito da Guardar, o plantel regressou a Setúbal. O próximo teste do Vitória será na próxima quinta-feira, pelas 20:30, no Estádio do Algarve, frente ao Benfica.

Ricardo Lopes Pereira