Estrangulador enfrenta agora uma acusação pelo crime de homicídio consumado

O homem ferido na terça-feira por outro indivíduo em Alhos Vedros, concelho da Moita, acabou por morrer no hospital, disse ao DIÁRIO DA REGIÃO fonte da Polícia Judiciária. O agressor foi detido no local pelas autoridades, logo na sexta-feira.

O homem, de 53 anos, foi detido pela GNR na zona das Arroteias, em Alhos Vedros, pelos militares, quando se encontrava a estrangular outro homem com um cinto.

Depois de os separarem, os militares da GNR constataram que a vítima tinha um golpe profundo na zona do pescoço, que terá sido provocado por uma antena, e foi chamada a ajuda médica, tendo sido transportado ao hospital em estado crítico.

A vítima foi transportada ao hospital Garcia de Orta mas não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer na quinta-feira, confirmou a PJ, que está a investigar o caso.

Perto do local onde o homem foi agredido, foi encontrada uma viatura que tinha sido roubada através de ‘carjacking’, com o condutor a ser ameaçado com uma faca quando estava no interior da sua carrinha, pelo mesmo homem que foi detido pela GNR, que acabou depois por se despistar junto à linha do comboio. Segundo a PJ, o homem foi detido por suspeita dos crimes de roubo agravado e homicídio qualificado, na forma tentada, uma vez que a vítima ainda estava viva na altura em que foi presente ao juiz.

O detido ficou em prisão preventiva.