Alcácer do Sal, que tem dois restaurantes incluídos no guia, destaca importância crescente da certificação e da qualidade. Oitenta e quatro estabelecimentos integram o “Guia de Restaurantes Certificados do Alentejo”, lançado recentemente pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERT), no âmbito de um projecto pioneiro de valorização da gastronomia da região e da sua cadeia de valor.
O guia “é uma mais-valia enorme e corresponde a uma necessidade do mercado e da procura turística”, destaca o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e do Ribatejo, António Ceia da Silva.
O restaurante da Pousada D. Afonso II, em Alcácer do Sal, recebeu, na quarta-feira, a apresentação deste guia, numa cerimónia simbólica que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, acompanhado pelos vereadores Ana Soares e Nuno Pestana, do presidente e do vice-presidente da ERT e da diretora regional das Pousadas do Alentejo, Isabel Guerreiro.
O autarca de Alcácer do Sal classificou o guia como “um documento extraordinariamente bem feito”, de “grande qualidade”, considerando que “no Alentejo há muitos mais restaurante que podem estar neste guia, mas têm que tratar das formalidades”.
Vítor Proença sublinha a importância da certificação. “Vivemos num mundo em que se exige cada vez mais qualidade”, disse, recordando que, hoje, para os apreciadores de gastronomia “já não conta só o cheiro e o sabor, é preciso mais qualquer coisa”. Para o presidente da autarquia, o novo guia “trás o visitante a algo que tem a ver com os sentidos e nesse campo o Alentejo dá cartas”.
Vítor Proença felicitou ainda a Pousada de Alcácer do Sal por integrar o guia – o outro restaurante do concelho também certificado é Dona Bia, na Comporta.
A directora regional das Pousadas do Alentejo agradeceu também à ERT e ao município o apoio á actividade da Pousada D. Afonso II. “Alcácer do Sal não foi um desafio fácil, mas o objectivo tem sido alcançado”, disse isabel Guerreiro que agradeceu à Câmara por ter ajudado “a abrir o estabelecimento à comunidade local”.