Autarquia pretende reduzir taxa de 0,45 para 0,43 por cento a cobrar no próximo ano. Manter IMI Familiar também estará em cima da mesa

A gestão socialista da Câmara Municipal do Montijo vai propor, na reunião pública do executivo a realizar na próxima quarta-feira, nos Paços do Concelho, baixar o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para uma taxa de 0,43 por cento em 2017.

“A Câmara Municipal do Montijo pretende baixar a taxa de IMI a cobrar em 2017 para 0,43 por cento ao invés dos 0,45 por cento aplicados este ano. A proposta será apresentada, para discussão e votação, na próxima reunião de câmara marcada para 26 de Outubro”, revelou a autarquia, em nota de Imprensa enviada ontem ao DIÁRIO DA REGIÃO.

De acordo com a edilidade, a nova redução do IMI a propor “é uma medida responsável que não compromete o equilíbrio e a estabilidade financeira da Câmara”, ao mesmo tempo que “contribuiu para um desagravamento fiscal às famílias que, ainda, enfrentam algumas dificuldades económicas e financeiras”.

A gestão socialista liderada por Nuno Canta pretende também “manter” para o próximo ano o IMI Familiar, ou seja “a redução da taxa de IMI para as famílias do concelho”. “Assim, e de acordo com a legislação em vigor, um agregado familiar com um dependente beneficiará de uma redução 20 euros, no caso de dois dependentes será de 40 euros e com três dependentes ou mais o valor da redução aumenta para 70 euros”, indica a autarquia, sublinhando ainda que ao longo deste mandato autárquico, a Câmara Municipal do Montijo “pautou sempre a sua linha de actuação pela não aplicação da taxa máxima de IMI prevista na lei (0,50 por cento)”.

Orçamento Municipal também pode entrar nas “contas”

O Orçamento Municipal poderá ser outra das propostas a constar na ordem do dia da próxima reunião pública do executivo camarário, apurou o DIÁRIO DA REGIÃO. A sessão, recorde-se, está agendada para o próximo dia 26, nos Paços do Concelho.