Francisco Cardoso é o novo presidente da Associação de Futebol de Setúbal (AFS), sucedendo no cargo a Sousa Marques. As eleições realizaram-se na última quarta-feira, no auditório da sede social da AFS, entre 19h30 e as 22h30, com a lista única encabeçada por Francisco Cardoso a registar 432 votos, o que representou 98,4% do total dos votos expressos.

“O acto eleitoral, presidido pelo vice-presidente da Assembleia Geral, Rui Mourinha, ficou marcado pela significativa adesão, apesar de só existir uma lista a sufrágio, tendo votado 40 sócios ordinários da AFS (clubes e núcleos de árbitros) de um total de 113”, pode ler-se num comunicado publicado na página da AFS na Internet. No mesmo comunicado, é ainda explicado que “o número de votantes representam 439 votos (49,2%) do universo total de 893 votos”. Registaram-se ainda sete votos brancos (1,6 % do total de votos expressos).

Pelo caminho, recorde-se, ficou a candidatura liderada por Chumbita Nunes, que anteriormente já havia sido excluída por decisão da Mesa da Assembleia-Geral da AF Setúbal. Essa exclusão levou, inclusive, a que tivessem sido apresentados recursos ao Conselho Jurisdicional e ainda ao Tribunal Administrativo, que, ao que apurou o DIÁRIO DA REGIÃO, se terá declarado incompetente para apreciar o caso.