Certame decorrerá até ao próximo dia 31 em dez restaurantes locais. Álvaro Beijinha, presidente da Câmara, mostra-se confiante na aposta feita há um ano

Depois do sucesso registado no ano passado, o município de Santiago de Cacém volta a promover o Festival da Enguia da Lagoa de Santo André, tal como Álvaro Beijinha, presidente da Câmara Municipal, garantiu logo após a realização da primeira edição do certame. O “2.º Festival da Enguia da Lagoa de Santo André – Mostra de Gastronomia nos Restaurantes”, arranca já amanhã, prolongando-se até ao próximo dia 31, com a Câmara Municipal – que organiza o evento em parceria com a Junta de Freguesia de Santo André – a esperar “milhares de visitantes oriundos de vários pontos do País e até da vizinha Espanha”.

Ao longo destes dez dias, os restaurantes Cascalheira, Chez Daniel, Martins, Faz-te Esperto, Ti Lena, A Charrua – Kasa das Espetadas, Quinta do Giz, Café Snack Bar A Palmeira, Tasquinha do Ilídio e Café Arco Íris (todos situados na freguesia de Santo André), vão disponibilizar vários pratos confeccionados com uma das mais tradicionais maravilhas gastronómicas locais. Em relação ao ano anterior, a iniciativa regista a um acréscimo de participação de três estabelecimentos.

À partida para esta segunda edição, Álvaro Beijinha lembra que o sucesso do primeiro certame “superou, em muito, as perspectivas iniciais da Câmara Municipal”. “Não obstante o optimismo, nunca pensámos que o impacto fosse tão significativo”, admitiu o presidente do município, que mantém intactos os objectivos traçados há um ano com a estreia do festival.

Promoção da região para ajudar economia local

As metas voltam a passar pela “promoção” daquela iguaria local. “É muito apreciada não apenas pelos locais, mas também por pessoas que vêm de várias partes do País e até do estrangeiro, pois tivemos espanhóis a virem propositadamente aos nossos restaurantes para degustar a enguia”, lembrou. Por isso, o autarca manifesta-se confiante numa segunda edição de muito sucesso. “Passaram pelos restaurantes, no ano passado, milhares de pessoas. Estamos até à espera que haja um aumento de visitantes. Há mais restaurantes participantes, mas também há todo o feedback positivo da primeira edição”, revelou.

Este festival insere-se, de resto, numa “estratégia mais global que a Câmara tem vindo a levar a cabo na promoção do turismo” e que a edilidade pretende que seja “cada vez mais de excelência”. Isto tendo em conta, sublinhou Álvaro Beijinha, que “Santiago do Cacém se assuma, cada vez mais, como um município de turismo de natureza e gastronomia”, de forma a contribuir para “a economia local”.

A Câmara Municipal quer surpreender os visitantes não só pela qualidade da enguia e dos sabores ímpares da gastronomia local, mas sobretudo pelo património natural, histórico e cultural do município.

Enguias fritas e grelhadas, ensopado de enguias, cadeirada de enguias, ou cataplana de enguias, são alguns dos pratos que os dez restaurantes aderentes disponibilizam nos dez dias do festival, que vai ser abrilhantado com momentos de animação cultural, que prometem ser o complemento ideal da vertente gastronómica.