Até domingo, as portas da escola estão abertas a visitas gratuitas. Evento é também concurso

Desde ontem e até domingo, os admiradores de aves vão poder observar “in loco” dois mil exemplares exóticos de variadas espécies, na exposição internacional que está a decorrer em Setúbal. O “Internacional Sado-Tejo – 2.º Campeonato Internacional de Aves Exóticas”, a realizar no pavilhão da Escola Básica Luísa Todi, é organizado pelo Clube Ornitológico de Setúbal, pela Associação de Avicultores de Portugal e pelo Agrupamento Vertical de Escolas Luísa Todi.

Na mostra, vão estar Bengalins do Japão, diamantes e roseicollis, algumas variantes de papagaios, canários e periquitos e caturras, assim como espécies raras. “Provenientes sobretudo do continente australiano e africano, são exemplares que os amantes de aves exóticas e o público em geral têm a oportunidade de admirar ao longo dos quatro dias do certame ornitológico”, salienta a Câmara Municipal de Setúbal que, juntamente com a Junta de Freguesia de São Sebastião, apoia a realização do evento.

Durante a apresentação da iniciativa, que teve lugar no auditório da Escola Básica Luísa Todi, na última quarta-feira, a vereadora Carla Guerreiro sublinhou que o Internacional Sado-Tejo que “a cidade de Setúbal dá também cartas na ornitologia” e que o evento constitui um “meio de união entre a comunidade”, juntando “o movimento associativo e as escolas, no caso a EB Luísa Todi”.

Presidente da junta apela à participação da população

Também o presidente da Junta de Freguesia de São Sebastião, Nuno Costa, enalteceu “o impacte” da iniciativa no concelho, que traz um grande número de pessoas à cidade. O autarca apelou, ainda, à participação da população naquele que, frisou, é “o maior evento do género no mundo” e “que vale a pena visitar pelo espectáculo, beleza e sentido estético”.

Com a dupla valência de exposição e concurso, o evento tem a particularidade de reunir mais de duas mil aves, somente de categoria exótica, facto que o torna “numa iniciativa de grande dimensão”, reforçou António Pomar, presidente do Clube Ornitológico de Setúbal. Alguns dos espécimes presentes, trazidos por cerca de uma centena de criadores de vários pontos de norte a sul do país, espanhóis e belgas, ostentam títulos de campeão obtidos em concursos nacionais e internacionais.

Ontem iniciaram-se os diversos julgamentos, para eleição dos melhores exemplares de cada espécie, que prossegue hoje, com a intervenção de uma dezena de juízes portugueses, espanhóis, holandeses e belgas.

O “Internacional Sado-Tejo – 2.º Campeonato Internacional de Aves Exóticas”, de entrada gratuita, pode ser visitado no dia 15, das 16h00 às 22h00, a 16 e 17, entre as 10h00 às 22h00, e no dia 18, das 10h00 e as 17h00.