A segunda fase do exercício militar da NATO “Trident Juncture 2015”, com actuação de Forças (LIVEX) na região, nos concelhos de Setúbal e Grândola, arranca hoje e vai decorrer até dia 06 de Novembro.

Em Portugal, o exercício militar de grande visibilidade vai decorrer nas zonas de Beja, Santa Margarida, Tróia e Setúbal e contará, em território nacional, com mais de 10 mil efectivos de 14 países.

A movimentação militar terá grande visibilidade na região porque foi atribuída ao Porto de Setúbal e a Tróia a função de plataforma logística de entrada de viaturas e de outros equipamentos e meios militares. Além dos 3.160 militares que participam directamente no exercício (940 integrados na Força de Resposta da NATO 2016 e 2220 nos meios complementares), Portugal disponibilizará ainda mais 3.000 militares que funcionarão como forças de apoio (Host Nation Support), totalizando em cerca de 6.000 os efectivos portugueses envolvidos neste exercício.

“O exercício não é sobre um país real mas tem o objectivo de demonstrar que a NATO tem capacidades fortes para lidar com todos os tipos de ameaças, convencionais ou não convencionais” e é também “uma oportunidade para aumentar a prontidão e a flexibilidade”, afirmou o secretário-geral adjunto da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), OTAN na sigla em inglês -, Alexander Vershbow, que, em conferência de imprensa ontem em Lisboa, elogiou o “forte empenho e o compromisso” de Portugal como uma das três nações hospedeiras.

A segunda fase do ‘Trident Juncture 2015″ destina-se ao “treino táctico das diversas unidades” para “complementar a sua certificação”, especifica um comunicado do Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

“O objectivo principal do exercício é demonstrar a capacidade da NATO em planear, gerar, preparar, projectar e sustentar forças e meios atribuídos”, conclui a nota do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

Além de Portugal, o exercício terá lugar em Espanha e Itália, havendo ligação com exercícios conduzidos na Bélgica, Canadá, Alemanha, Holanda, Noruega, no Oceano Atlântico e no Mar Mediterrâneo.

Em todas as fases do exercício estarão envolvidos cerca de 36 mil efectivos de mais de 30 nacionalidades.

O exercício inclui ainda três dias compostos por cerimónias que contam com a presença de vários visitantes. O primeiro dos quais terá lugar em Itália, a 19 de Outubro, e o segundo a 04 de Novembro, em Espanha.

Portugal receberá o dia dos visitantes ilustres a 05 de Novembro, que juntará chefes militares da NATO e chefes militares portugueses.

A primeira fase do ‘Trident Juncture’ – o exercício de Postos de Comando (CPX) – decorreu entre 03 e 16 de Outubro e arrancou, em Portugal, no Regimento de Infantaria n.º1, em Beja.