Autarcas passaram todo o dia de ontem em visitas um pouco por toda a freguesia, a ver ruas, instituições e empresas. À noite houve reunião de câmara descentralizada, na Associação de Moradores da Quinta da Marquesa

  

O executivo municipal de Palmela passou todo o dia de ontem na Quinta do Anjo, no âmbito da ‘Semana das Freguesias, a ver ruas com obras, a decorrer ou a iniciar em breve, e a visitar instituições e empresas. O programa começou logo de manhã, no Centro Social de Quinta do Anjo, onde os eleitos visitaram o centro de dia e ouviram o presidente da instituição falar da necessidade de 200 mil euros para a ampliação e requalificação do edifício.

A comitiva, composta pelo presidente da Câmara, Álvaro Amaro, pelos vereadores Adilo Costa, Adília Candeias, Fernanda Pezinho, presidente da Junta de Freguesia de Quinta do Anjo, Valentim Pinto – todos da CDU – e pelo vereador do PS Pedro Taleço, passou depois pelo Mercado Municipal de Cabanas, cujas obras iniciadas em empreitada estão à espera de ser concluídas pela autarquia, em ajuste directo, e terminou a manhã em dois projectos empresariais.

Na Texbag, empresa de produção e comercialização de sacos e embalagens, os autarcas ouviram a responsável comercial invocar a falta de infra-estruturas na zona industrial de Vila Amélia. O presidente da Câmara recordou a forma como nasceu a ocupação industrial naquela zona do concelho, em lotes vendidos por António Xavier de Lima através de emparcelamento, sem urbanização, para explicar que continua a ser um “desafio” para os próximos tempos mas que o município está efectivamente a “enfrentar”.

Já pela hora de almoço, o grupo visitou a nova unidade de turismo rural que a família dos restaurantes Alcanena e D. Isilda está a acabar de construir na serra. A Quinta do Louro – Escapadinha de Sabores, dos irmãos Joaquim e Luís, ainda não foi inaugurada mas já está a funcionar. Dispõe de oito quartos e de uma vista que nos leva até ao Tejo e Lisboa.

À tarde, os autarcas visitaram a Casa Agrícola Horácio Simões, adega com pergaminhos na Quinta do Anjo que, entre outros feitos, foi pioneira na comercialização do moscatel roxo.

O longo dia na freguesia de Quinta do Anjo terminou já noite dentro com uma reunião pública do executivo municipal na sede da Associação de Moradores da Quinta da Marquesa II.