Embora com meia-dúzia de alunos, os estabelecimentos de ensino são essenciais para localidades muito distantes da cidade

As escolas básicas de Casebres e de Palma vão continuar a funcionar no próximo ano lectivo, depois de a Câmara Municipal de Alcácer do Sal ter chegado a acordo com a Direcção Regional de Educação do Alentejo (DREA), anunciou o presidente da autarquia, quarta-feira, na reunião pública do executivo municipal.

Vítor Proença informou que o município reuniu recentemente com a DREA, em Évora, e que recebeu a garantia de que as duas escolas integram o mapa escolar 2016/2017. A manutenção destas escolas é uma luta deste executivo, como já foi do executivo anterior”, referiu o autarca.

Com base na garantia de que os estabelecimentos vão manter-se abertos, a Câmara de Alcácer do Sal aprovou, por unanimidade, a renovação, por mais um ano, do contrato de prestação de serviços da assistente operacional que trabalha na Escola de Casebres.

A escola de Casebres tem actualmente sete alunos e a de Palma cinco, sendo que, para o próximo ano lectivo, devem manter-se os mesmos números de crianças, disse ao DIÁRIO DA REGIÃO o vereador da Educação, Manuel Vítor de Jesus.

As escolas com estes números reduzidos de alunos têm vindo a ser encerradas ano após ano, na região e no país, mas os casos de Casebres e Palma são considerados excepcionais devido à grande distância destas localidades relativamente à sede de concelho e a outras escolas alternativas.

A renovação do contrato da funcionária da Escola de Casebres foi apoiada também pela oposição. Isabel Vicente, única vereadora do PS presente na reunião, mostrou a sua concordância com o esforço da maioria para manter as escolas em funcionamento.