A Escola Básica 1/Jardim-de-Infância Rosa dos Ventos conta desde o início desta semana com uma nova “valência”. Foi inaugurada, na última segunda-feira, a biblioteca escolar deste estabelecimento de ensino, numa cerimónia que reuniu Nuno Canta, presidente da Câmara do Montijo, Margarida Costa, da Rede de Bibliotecas Escolares, e Maria João Ferreira, da Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (Dgeste), além de Lília Maia, professora que representou a directora do Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra.
No decorrer da cerimónia, Nuno Canta referiu que a biblioteca “é mais do que um depósito de livros, documentos e publicações, pois tem hoje um papel fundamental para o estudo e investigação em todos os domínios das ciências”. Por isso, acrescentou o autarca, “a nova biblioteca escolar assume-se como um importante contributo para a democratização do conhecimento, da leitura e da cultura”.
“Esta nova biblioteca apetrechada com os mais recentes meios tecnológicos vai prestar um importante serviço à cultura e à educação, é um investimento que assume bem o espírito da sociedade montijense adicionalmente aberta, tolerante e livre”, frisou o presidente do município.
A ocasião ficou ainda marcada pela leitura de poemas por alunos do terceiro ciclo e secundário que se destacaram no Concurso Nacional de Leitura, bem como por um apontamento dos alunos do pré- escolar da EB1/JI Rosa dos Ventos e pela actuação musical do Conservatório Regional de Artes do Montijo (CRAM).